mas não acabou

DestaquesMundo

Dez anos após anunciar criação de califado, Estado Islâmico está enfraquecido, mas não acabou

DIOGO BERCITO
WASHINGTON, EUA (FOLHAPRESS) – De turbante negro e semblante sério, Abu Bakr al-Baghdadi subiu os degraus do púlpito de uma mesquita em Mossul, no Iraque, e anunciou que o Estado Islâmico -facção terrorista que chefiava- tinha estabelecido um califado em partes do Iraque e da Síria. Era 29 de junho de 2014, e o vídeo divulgado dias depois chocou a comunidade internacional.
O EI avançava rapidamente sobre o norte iraquiano e o leste sírio, regiões com frágil presença do Estado, e se tornava um dos grupos terroristas mais bem-sucedidos da história recente. O discurso de Baghdadi foi visto como uma declaração de guerra contra o mundo todo.
Uma coalizão internacional conseguiu, em alguns anos, frear os avanços da organização e expulsar seus seguidores de suas fortalezas nos dois países. Baghdadi foi morto por um ataque aéreo americano em 2019.
Dez anos depois, o EI está enfraquecido, mas não aniquilado. Sem seu autointitulado califado, espalhou-se por outras regiões. Anali..

Read More