Tripulação é assaltada na porta de hotel em Salvador e voo é cancelado

A tripulação de um voo da Gol, que seguiria apra o Rio de Janeiro, foi assaltada na porta de um hotel, no bairro do Stiep, na madrugada desta sexta-feira (13). Por causa do assalto, o voo 2027 foi cancelado pela companhia aérea.
Segundo informações da Polícia Civil, três pessoas estavam dentro e uma fora de uma van, na frente do hotel, quando dois homens armados chegaram ao local e anunciaram o assalto. Eles levaram celulares da tripulação e também de funcionários do hotel que estavam no local.
O roubo está sendo investigado pela 9ª Delegacia Territorial (DT/Boca do Rio). Segundo a Polícia Civil, diligências já foram iniciadas para identificar os suspeitos e recuperar os itens roubados.

Ler mais

FAB expulsa ‘a bem da disciplina’ sargento preso com 39 kg de cocaína na Espanha

A Força Aérea Brasileira informou nesta quinta-feira, 12, ter excluído definitivamente de suas fileiras o sargento Manoel da Silva Rodrigues, que foi detido na Espanha, em junho de 2019, com 39 quilos de cocaína em um dos aviões da FAB que dava apoio à comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PL). Em fevereiro, o militar foi condenado pela Justiça Militar da União a 14 anos de seis meses de reclusão por tráfico internacional de drogas.
De acordo com a FAB, a exclusão do sargento, ‘a bem da disciplina’ e com perda de grau hierárquico, é decorrente do processo administrativo aberto logo após Manoel ser flagrado transportando a cocaína, para analisar a conduta do militar, 'sob o prisma da ética militar'.
Em nota, a Força Aérea alegou que o tempo decorrido até a efetiva expulsão de Manoel está ligado ao ‘cumprimento dos devidos trâmites administrativos de intimação do militar’. Ele está custodiado na Espanha desde sua prisão em flagrante, há quase três anos.
Em julgamento realiz..

Ler mais

Senado aprova MP que autoriza doação de vacinas contra a covid-19

O plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira (12) a medida provisória que autoriza o governo federal a doar imunizantes contra a covid-19 a outros países, em caráter de cooperação humanitária internacional. A MP 1.081/2021, segue agora para promulgação.
As doações não poderão gerar prejuízo à vacinação no Brasil e ficarão sujeitas a um termo firmado pelo governo federal, por meio do Ministério da Saúde, o responsável pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.
Sobre as despesas com transporte dos imunizantes, a norma diz que serão custeadas pelo país destinatário da doação ou por dotações orçamentárias do Poder Executivo federal ou de outros colaboradores.
Já a definição do quantitativo a ser enviado e a escolha do destinatário, ficarão a critério do Ministério da Saúde após ouvir o Ministério das Relações Exteriores. A doação dependerá da manifestação de interesse e da anuência de recebimento do imunizante pelo país a ser beneficiado.
“Para ter uma idei..

Ler mais