Violência por todos os lados da capital baiana

A semana foi novamente de violência para os soteropolitanos. No sábado (15), o corpo da bancária Rita Maria Britto Fragoso e Silva, de 62, foi encontrado no apartamento dela no Itaigara. Rita Maria tinha ferimentos pelo corpo causados por um objeto perfurocortante, provavelmente uma faca, e um fio enrolado no pescoço. Alguns pertences da vítima não foram encontrados. O suspeito de matar a bancária foi preso na manhã des quinta-feira (19) pela Polícia Civil (PC), no Arraial do Retiro. Ele relatou que foi ao apartamento da vítima roubá-la porque estava devendo para um agiota.
Na segunda-feira, uma mulher foi morta e decapitada pelo companheiro no Vale das Pedrinhas na frente da filha adolescente do casal. Minutos depois, Wellington Ribeiro Luís foi executado por traficantes armados. A polícia investiga se é mais um caso ligado ao “tribunal do crime”.
No mesmo dia, uma mulher grávida matou o marido a facadas em Tancredo Neves. Ela alegou legítima defesa, depois de ser atacada por ele, e f..

Ler mais