Economia

Destaques

Balança comercial fecha 2023 com superávit recorde de US$ 98,8 bilhões

NATHALIA GARCIA E LUCAS MARCHESINI
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – A balança comercial brasileira encerrou 2023 com superávit recorde de US$ 98,8 bilhões, ultrapassando com folga o saldo do ano anterior, quando as exportações superaram as importações em US$ 61,5 bilhões.
O dado foi informado nesta sexta-feira (5) pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior), ligada ao Mdic (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços).
O superávit de US$ 98,8 bilhões ficou US$ 5,8 bilhões acima da previsão feita pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em outubro, quando era esperado um saldo positivo de US$ 93 bilhões.
O número já tinha sido revisado para cima ao longo do ano. Na primeira previsão, a Secex projetava um superávit de US$ 85,3 bilhões no ano de 2023. Isso representa um desvio de 15,8% entre a primeira estimativa e o dado realizado.
O saldo fechado do ano passado representa um aumento de 60,6% em comparação com a cifra de 2022. A marca de US$ 61,5 bilhões já havia ..

Read More
Brasil

Na Paulista, uma manifestação de brasileiros que não aceitam a ditadura da toga

Manifestação em São Paulo Foto: EFE/Isaac Fontana É muito triste um país chorar seus mártires; mas a manifestação na Avenida Paulista, neste domingo (26), em desagravo ao patriota Cleriston Pereira da Cunha, lavou a alma de todos os brasileiros que não aceitam a chamada “ditadura da toga”. Pois, por causa dela, milhares de brasileiros foram presos em decorrência dos eventos de 8 de janeiro, sem individualização de conduta. Também, estes teriam de responder à Justiça de primeira instância, e não diretamente ao STF, por não possuírem foro especial.
Sendo assim, é fácil concluir que essas prisões de cidadãos de bem, de pais e mães de famílias, claramente redundariam num esgotamento das resistências físicas, resultando em morte, como de fato ocorreu.
Veja, a morte de Cleriston foi prevista pelos médicos em fevereiro, devido às suas comorbidades: pressão alta e diabetes. Mas, mesmo assim, foi-lhe negada a liberdade.
Neste domingo, diversas autoridades militares, civis e eclesiásticas est..

Read More
DestaquesPolítica

União honrou R$ 509,16 milhões em dívidas de Estados em agosto

O Tesouro Nacional precisou desembolsar R$ 509,16 milhões em agosto para honrar débitos bancários com garantias da União que não foram quitados pelos Estados no mês passado.O Rio de Janeiro liderou a lista de dívidas assumidas pelo Tesouro em junho, com R$ 206,32 milhões. Na sequência, aparecem Minas Gerais (R$ 165,82 milhões), Goiás (R$ 75,51 milhões) e Rio Grande do Sul (R$ 61,46 milhões).
No acumulado de 2023 até agosto, o gasto da União para honrar dívidas de oito Estados e dois municípios chegou a R$ 8,126 bilhões. Rio de Janeiro lidera com R$ 2,495 bilhões no ano, seguido de perto por Minas Gerais com R$ 2,457 bilhões.
No ano passado, a União arcou com R$ 9,782 bilhões em dívidas bancárias que não foram quitadas por Estados e municípios em 2022.
No total, desde 2016, a União realizou o pagamento de R$ 59,819 bilhões com o objetivo de honrar garantias concedidas a operações de crédito dos governos regionais.
Desse total, apenas R$ 5,612 bilhões (9,3%) foram recuperados pelo Tes..

Read More
Destaques

Turismo pede investigação sobre suspensão de pacotes e passagens ‘promo’ pela 123 Milhas

O Ministério do Turismo informou nesta sábado, 19, que acionou o Ministério da Justiça e Segurança Pública para que a pasta avalie iniciar uma apuração sobre a suspensão de pacotes com datas flexíveis e de emissão de passagens da linha promocional pela agência de viagens 123 Milhas. A decisão da empresa, classificada como “grave” pelo Turismo, foi anunciada nesta sexta-feira, 18, e, conforme pontuou o governo, irá afetar viagens já contratadas da linha “Promo”, de datas flexíveis, com embarques previstos de setembro a dezembro de 2023. Ontem, a empresa afirmou que irá devolver integralmente os valores pagos pelos clientes, com correção monetária acima da inflação, que compraram passagens, hotéis e pacotes de viagem. “Devido à persistência de circunstâncias de mercado adversas, alheias à nossa vontade, a linha PROMO foi suspensa temporariamente e não emitiremos as passagens com embarque previsto de setembro a dezembro de 2023?, alegou a agência.
A apuração deverá ser feita pela Secretar..

Read More
BrasilDestaques

Número de milionários quase dobra no Brasil, mostra relatório

O Brasil foi o país que mais ganhou milionários de 2021 para 2022, segundo o Global Wealth Report 2023 (Relatório de Riqueza Global 2023, em português), divulgado pelo banco Credit Suisse e pelo UBS. O País viu o número de indivíduos com riqueza acima de US$ 1 milhão passar de 293 mil em 2021 para 413 mil no ano passado.A “riqueza” é definida como o valor dos ativos financeiros mais os ativos reais (principalmente moradias) de propriedade das famílias, menos suas dívidas. Além do Brasil, Irã, Noruega, México e Rússia completam a lista de países que mais ganharam milionários no período.
Considerando o mundo todo, no entanto, os números vão na contramão: ao fim de 2022, havia cerca de 59,4 milhões de milionários no mundo, 3,5 milhões a menos que no ano anterior. Esse total inclui 4,4 milhões de “milionários da inflação”, que não se qualificariam mais se o valor mínimo fosse ajustado pela inflação.
O relatório ainda aponta que a riqueza global caiu pela primeira vez em 2022 desde a crise ..

Read More
Brasil

Atividade econômica no país cresceu 0,2% no 2º trimestre

A atividade econômica do país cresceu 1,3% em junho, na comparação com maio. No segundo trimestre do ano, a economia brasileira teve alta de 0,2%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (15) pelo Monitor do PIB da Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador mostra a prévia do Produto Interno Bruto (PIB, todos os bens e serviços produzidos no país).
No primeiro trimestre, o Monitor do PIB apontou um crescimento de 2% (valor revisado). “Após o forte crescimento registrado no primeiro trimestre do ano, a atividade econômica mostrou desaceleração. Apesar da forte retração registrada pela agropecuária, os modestos crescimentos do setor industrial e de serviços colaboraram para o resultado positivo de 0,2% no segundo trimestre”, explicou Juliana Trece, coordenadora da pesquisa.
“Em linhas gerais, esse resultado mostra uma certa resiliência da economia, que segue em terreno positivo mesmo com grande parte do bônus da agropecuária tendo se reduzido. Por outro lado, esse fraco crescimento t..

Read More
BrasilDestaques

Câmbio para 2023 passa de R$ 4,97 para R$ 4,91, projeta Focus

O cenário esperado para o câmbio brasileiro continuou a mostrar apreciação no Relatório de Mercado Focus desta semana. A estimativa para o câmbio este ano passou de R$ 4,97 para R$ 4,91, de R$ 5,00 um mês antes. Para 2024, a mediana passou de R$ 5,05 para R$ 5,00, contra R$ 5,08 quatro semanas antes.
A projeção anual de câmbio publicada no Focus é calculada com base na média para a taxa no mês de dezembro, e não mais no valor projetado para o último dia útil de cada ano, como era até 2020. Com isso, o Banco Central espera trazer maior precisão para as projeções cambiais do mercado financeiro.

Read More
Destaques

Governo ainda avalia se vai elevar o salário mínimo para R$ 1.320

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que o governo ainda avalia se o salário mínimo será ou não reajustado dos atuais R$ 1.302 para R$ 1.320 neste ano, e que se trata de uma “decisão política”. Questionado, ele rejeitou a ideia de que Lula não esteja cumprindo o que foi prometido na campanha, uma vez que o valor vigente, R$ 1.302, fixado por Jair Bolsonaro, já representa um ganho real (acima da inflação).
“Não tem nenhum pacto rompido. O compromisso de campanha era com o aumento real, que já aconteceu. O presidente cumpre sua palavra nesse ano, e cumprirá nos próximos três anos”, disse. “Precisamos reestimar o que vai acontecer com a rubrica para submeter à decisão política.”
Ele afirmou que o valor separado no Orçamento de 2023 para o novo reajuste, de R$ 6,8 bilhões, conforme informado pelo relator-geral Marcelo Castro (MDB-PI), já foi consumido pelo aumento dos benefícios previdenciários.
“Esse recurso do Orçamento foi consumido pelo andar da fila do INSS, porque a parti..

Read More
Destaques

Novo governo quer rever venda de ativos da Petrobras

O governo de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva vai reavaliar os planos de venda de ativos da Petrobras. A informação foi dada pelo ex-presidente da Empresa de Planejamento Energético (EPE) Mauricio Tolmasquim, integrante do grupo técnico da área de energia. “Foi solicitado que haja uma reunião com o presidente da Petrobras, justamente porque tem uma série de ativos da Petrobras que estão em via de serem vendidos, e a gente quer ter a oportunidade de conversar com a Petrobras, se realmente é o momento adequado de fazer isso”, afirmou ele.
No Twitter, o ministro de Minas e Energia do governo Bolsonaro, Adolfo Sachsida, disse que pode apenas agendar uma reunião da equipe de transição do governo com o comando da Petrobras, e afirmou que não interfere em empresas de direito privado como é o caso da petroleira.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Read More
Destaques

Mercado reprova tirar Auxílio Brasil do teto de gastos

Investidores do mercado financeiro reagiram mal à proposta em avaliação pela equipe do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de retirar, de forma permanente, os desembolsos com transferência de renda do teto de gastos – a regra que limita o crescimento das despesas públicas à inflação. A medida é uma das opções na mesa para viabilizar um Auxílio Brasil (que deve voltar a se chamar Bolsa Família) de R$ 600 no ano que vem. A preocupação se dá porque a alternativa vem ganhando força na equipe de transição – que antes priorizava apenas uma “licença” temporária para gastar além do teto, por meio da chamada PEC da Transição.
Para o mercado, essa saída pode deteriorar a trajetória da dívida pública. “Tirar os programas sociais do teto é a pior das possibilidades. Não que os programas sociais não sejam importantes. Mas, à medida que você tira uma classe de gastos de dentro do teto, ele passa a não ter referência para frente”, afirma Caio Megale, economista-chefe da XP Investimentos…

Read More