Vitória empata no fim e se mantém a quatro pontos da zona

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Empatar em casa com um time em crise profunda, na zona de rebaixamento, e que já chegou até a levar W.O. nesta Série B, em ação dos atletas por falta de pagamento de salários. Péssimo, certo? Até que não. Pelo que o Vitória jogou neste sábado, 2, e de acordo com o cenário da partida, ficou de bom tamanho para o Leão.

Tanto é assim que parte da torcida que foi ao Barradão aplaudiu o 2 a 2 com o Figueirense, depois de o Vitória sair na frente, levar a virada e conseguir a igualdade aos 36 minutos do segundo tempo.

Como era um confronto direto, se perdesse, o Rubro-Negro ficaria apenas um ponto à frente da zona de rebaixamento. Mas o empate fez a distância se manter em quatro pontos. Na próxima terça, o time volta a jogar em casa, contra o Brasil de Pelotas. Um triunfo pode fazer o Leão abrir até seis pontos do Z-4.

Pressão inicial

A partida começou com o Vitória em cima. Por ordem do técnico Geninho, o time impôs forte marcação no campo de ataque. Certamente por isso a opção na escalação foi pelo vigoroso Chiquinho ao invés do mais técnico Felipe Gedoz.

Assim, o Leão ocupou o campo ofensivo, mas a verdade é que criou pouco. A primeira jogada digna de registro foi um chute de fora da área de Lucas Cândido, aos 11 minutos, muito bem defendido por Pegorari. Quatro minutos depois, Jonathan Bocão também tentou de longe, mas não deu muito trabalho ao goleiro.

Já o Figueira chegava raramente, e ainda era indeciso quando isso acontecia. Em duas oportunidades, apareceu em boa posição na área de ataque, mas não finalizou. Primeiro, aos 14, Luis Ricardo preferiu o drible ao chute e perdeu a bola. Aos 24, foi a vez de Jefferson Renan se enrolar. Quatro minutos depois, veio a primeira conclusão perigosa. Mesmo sem ângulo, Fellipe Mateus mandou uma bomba e Martín Rodríguez espalmou.

O Rubro-Negro seguia encontrando espaços na frente, mas falhava na parte final das jogadas, principalmente com Wesley e Anselmo Ramon. Porém, foi justamente esse último que conseguiu a abertura do placar, no pior momento da equipe na partida. Aos 34, Felipe Garcia fez bom lance pela direita e tocou para Wesley, que furou. Na sobra, Anselmo mandou para as redes para marcar seu sexto gol na Série B – apenas o segundo nos últimos três meses.

Mas a alegria durou muito pouco. No minuto seguinte, Conrado cobrou escanteio no primeiro pau e Luis Ricardo, de cabeça, respondeu para o Figueirense com o empate. Foi o fim do futebol na etapa inicial, que ainda teve um momento curioso, quando o jogo precisou ser paralisado para reparar um furo na rede. Houve ainda a substituição de Wesley, machucado, por Gedoz.

No segundo tempo, o Vitória tentou voltar à ofensiva, mesmo que sem a energia do início do embate. Aos oito minutos, Bocão cruzou e Chiquinho bateu de primeira para fora. Aos 10, após nova tentativa de Bocão, Gedoz pegou a sobra e errou o alvo.

Veja imagens de Vitória x Figueirense

O Vitória entrou em campo neste sábado, 2, às 16h30, no Barradão, diante do Figueirense.PreviousNext

Previous ImageNext Image

PARTIDA OCORREU NO BARRADÃO, EM SALVADOR | FOTO: UENDEL GALTER | AG. A TARDE

Na chance inaugural que teve, porém, o Figueira virou. Aos 12 minutos, Odilávio finalizou bonito de fora e acertou o cantinho. Mas o Leão poderia ter ficado pouco tempo atrás do placar, não fosse a falta de pontaria de Gedoz, que isolou em rebote na marca do pênalti aos 15. Logo depois, Geninho tirou todas as cartas da manga ao trocar Felipe Garcia e Chiquinho por Eron e o talismã Jordy Caicedo.

Mas foi o Figueirense que quase ampliou aos 21, quando Breno foi lançado, driblou Everton Sena e chutou para Martín tirar com o pé. Pela atuação rubro-negra, estava até difícil pensar na igualdade, mas ela veio aos 36 minutos. Pereira derrubou Eron na área e o pênalti foi marcado. Carleto converteu.

Alívio geral no Barradão, e motivo até para aplausos dos menos exigentes.

VITÓRIA 2X2 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador (BA)Quando: Sábado, 2 de novembro, 16h30
Gols: Anselmo Ramon, aos 34, e Luis Ricardo, aos 35 minutos do 1º tempo; Odilávio, aos 12, e Thiago Carleto (pênalti), aos 36 minutos do 2º tempo
Público: 12.914 pagantesRenda: R$ 203.519,00
Árbitro: Dyorgines  Padovani de Andrade Assistentes: Fabiano Ramires e  Katiuscia Berger Mendonça (trio do ES) Cartões amarelos: Anselmo Ramon, Jordy Caicedo e Everton Sena (Vitória); Rafael Marques e Pereira (Figueirense)  

VITÓRIA – Martín Rodriguez, J. Bocão, Ramon, Everton Sena, Thiago Carleto, Baraka, Lucas Cândido e Chiquinho (Eron); Felipe Garcia (Jordy Caicedo), Wesley (Felipe Gedoz) e Anselmo Ramon. Técnico: Geninho

FIGUEIRENSE – Pegorari, Luís Ricardo, Alemão, Pereira, Conrado, Patrick, Tony (Kauê) e Fellipe Mateus (Victor Guilherme); Jefferson Renan (Odilávio), Breno e Rafael Marques. Técnico: Pintado


Deixe uma resposta

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×