Vacina da Oxford chega ao Brasil no 1º semestre de 2021

Laboratório fornecerá vacina a preço de custo e não será obrigatória.

Mais de 100 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Oxford Aztrazeneca vão chegar ao país no 1º semestre do ano que vem. Outras 160 milhões de doses serão desenvolvidas pela Fiocruz no 2o semestre. Ao todo serão 260 milhões de doses contra a covid-19. O anúncio foi feito nesta quarta-feira pelo ministro da Saúde Eduardo Pazuello, em reunião da comissão parlamentar mista para acompanhamento de medidas contra o novo coronavírus. O ministro afirmou que a grande vantagem do acordo com a Aztrazeneca é que o laboratório vai fornecer a vacina a preço de custo durante a todo o período de pandemia.

Pazzuelo ressaltou que segue o entendimento do presidente da República Jair Bolsonaro da não obrigatoriedade da vacinação contra a covid-19. Mas lembrou que aguarda a decisão do Supremo Tribunal Federal a respeito do assunto. A respeito dos mais de seis milhões de testes para detectar o novo coronavírus que venceriam agora em dezembro, o Ministério da Saúde afirmou que que já entrou com pedido de extensão de validade no último dia 27 de novembro. De acordo com a fabricante de testes, Sigeene essa extensão é possível, mas o ministério ainda aguarda um posicionamento da Anvisa. Procurada, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária afirmou que não há novidade sobre o assunto. Agência Brasil

Deixe uma resposta