Travessia aquática encerra festejos de aniversário da Salvamar

A manhã desta terça-feira (28) foi de festa para os salva-vidas da capital baiana, com a tradicional travessia aquática do órgão. A edição deste ano teve recorde de inscritos, com mais de 170 participantes, e marcou o encerramento das celebrações pelos 40 anos da Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar) e do Dia Nacional do Salva-vidas.

A largada aconteceu na Praia de Itapuã, na Rua K, com chegada na Praia de Jaguaribe, próximo à sede da Salvamar. O evento foi aberto para todo o público, desde que estivessem aptos para a atividade, além de devidamente vacinados contra a Covid-19. Em seguida, foi realizada uma confraternização na sede do órgão.

Travessia_Salvamar_Foto_Secom_PMS

“A travessia é um momento especial, de celebração, e a intenção é fazer com que o evento se torne cada vez mais próximo do público. É uma prova bonita com a população participando de maneira expressiva e isso mostra a integração entre os profissionais e a sociedade”, declarou o coordenador do órgão, Alysson Carvalho.

O primeiro a atravessar a linha de chegada foi o salva-vidas Ricardo Fróes, que participa da ação desde 2008, antes mesmo de ingressar na Salvamar. “É sempre uma honra representar essa equipe que é a Salvamar, que faz um trabalho bonito. De lá para cá, esse dia é um dos melhores do ano, com uma prova que adoro, já que sou maratonista aquático, e fechando o ano com chave de ouro”. 

Travessia_Salvamar_Foto_Secom_PMS

Salvamar Kids – A tradicional competição, esse ano, traz a novidade da Salvamar Kids, que consiste em um espaço criado no ponto final da prova, onde as crianças participam de atividades funcionais, acompanhados de uma equipe do órgão.

O objetivo da ação é gerar uma integração familiar entre os filhos dos salva-vidas e a instituição. Para participar, foram necessárias a apresentação do cartão de vacinação contra a Covid-19 e a doação de um quilo de alimento não perecível, a ser destinado para as vítimas das chuvas no sul da Bahia.

Esposa de um agente de salvamento aquático, a jovem Jamile Alves estava acompanhada do filho Bernardo, de seis anos. Para ela, a Salvamar Kids é interessante por envolver as crianças no trabalho do pai, trazendo a competição e o lado esportivo que a Salvamar tem. “Maravilhosa a iniciativa, a organização está de parabéns, espero que aconteça nas outras edições”.

Missão – Em atuação em Salvador desde 1981, a instituição desempenha importante trabalho no monitoramento das praias e na proteção da vida de banhistas em grande parte do litoral soteropolitano. O trabalho se estende pela orla marítima da capital, do trecho que vai da Praia de Jardim de Alah até a Praia de Ipitanga, além das ilhas pertencentes ao município, com um efetivo total de 250 agentes. Secom/PMS

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: