Parto sem dor: método usa técnicas de respiração e relaxamento para ajudar gestantes

Tem um belíssimo ditado africano que diz: ‘É preciso uma aldeia inteira para educar uma criança’. A sabedoria ancestral é incontestável. Mas, e quem educa a mãe? Eu, que o mais próximo que cheguei dessa realidade foi sendo tia de cinco, madrinha de dois e ‘mãe de pet’, me peguei pensando que esse papel é dos médicos, da família da grávida e de toda a sociedade. Afinal, para cobrarmos políticas públicas e garantias constitucionais para as mulheres, precisamos falar sobre a gravidez, inclusive sobre o parto. Sem romantismo.
Pra começar, é necessário saber que Brasil é o segundo país no mundo em número de cesáreas, com 55% do total de partos realizados, atrás apenas da República Dominicana (58,1%). No país, dos 287.166 procedimentos feitos em 2019 pela rede particular, 84,76% foram cesárea. O dado consta no Painel de Indicadores de Atenção Materna e Neonatal, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Na Bahia, de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), em 2020 foram re..

Ler mais