Justiça arquiva investigação de estupro contra jogador do Corinthians

A Justiça de São Paulo arquivou nesta quarta-feira (18) o inquérito aberto em fevereiro para investigar se o zagueiro Robson Bambu, do Corinthians, estuprou uma mulher de 25 anos. A decisão da juíza Paloma Moreira de Assis Carvalho, da 16.ª Vara Criminal, atendeu a um pedido do Ministério Público de São Paulo (MP-SP).
O órgão de acusação concluiu que não há elementos para oferecer denúncia contra o jogador. A Polícia Civil também não indiciou Bambu após colher depoimentos de testemunhas, imagens de câmeras e exames toxicológicos. “Não há indícios suficientes nem justa causa para a deflagração de ação penal contra os investigados”, apontou o promotor Marcio Takeshi Nakada ao pedir para encerrar o caso.
Além do jogador, o amigo dele, Wellington Sobral, o Pezinho, também foi inocentado na investigação. Ambos sempre negaram as acusações, levadas ao conhecimento da Justiça pela mulher.
O caso veio a público em fevereiro, quando a mulher procurou a 4ª Delegacia da Mulher, na Freguesia do ..

Ler mais