diz pesquisa

BrasilDestaques

70% dos brasileiros afirmam que há homofobia no país, diz pesquisa

O Brasil continua a liderar o ranking dos países que mais matam pessoas LGBTQIAPN+. Em 2023, foram registradas 257 mortes violentas, o que indica que, a cada 34 horas, uma pessoa da comunidade perdeu a vida de forma violenta no país por transfobia, segundo Grupo Gay da Bahia (GGB), a mais antiga organização não governamental (ONG) LGBT da América Latina. Outro estudo mostra que cerca de 70% dos brasileiros acreditam que existe homofobia no país. Os dados são da pesquisa PoderData de 2024 e revelam que, comparado a 2022, a taxa subiu sete pontos percentuais.
A diversidade, equidade e inclusão é fundamental para uma sociedade, pois reflete sua inclusão e acessibilidade para todas as pessoas. Para promover isso, é essencial envolver toda a população em diálogos relevantes, buscando fornecer informações e estimulando a luta contra a opressão, a violência e vários tipos de preconceito, incluindo o racismo e a homofobia.
Para a Head de DE&I da Condurú Consultoria, Jenifer Zveiter, é essenc..

Read More
DestaquesMundo

Apoio à Guerra da Ucrânia cresce entre os russos, diz pesquisa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Passado um ano do início da Guerra da Ucrânia, cresce o apoio entre os russos à invasão do país vizinho, aos termos da condução do conflito pelo Kremlin e ao presidente Vladimir Putin.
É o que mostra a nova pesquisa do Centro Levada, principal instituto independente de levantamento de opinião pública da Rússia, tachado pelo governo como um “agente estrangeiro”, o que o torna mais do que insuspeito.
Segundo a nova rodada, que ouviu presencialmente 1.600 pessoas em todo o país de 21 a 28 de fevereiro, com margem de erro de dois pontos para mais ou menos, 77% dos russos aprovam as ações das Forças Armadas na Ucrânia -48% “definitivamente”, 29% “provavelmente”.
Em dezembro, eram 71%, o índice mais baixo de apoio desde que a guerra começou. Agora, 17% reprovam a guerra, 10% “provavelmente” e 7%, “definitivamente”. A maior rejeição até aqui do conflito foi logo após seu início, quando 23% se diziam contrários à invasão.
O corte por estratos comprova algumas p..

Read More
BrasilSaúde

Covid-19 matou mais enfermeiros no Norte que no Sudeste, diz pesquisa

Um estudo divulgado na terça-feira (24) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) traçou um perfil dos profissionais de saúde mortos no primeiro ano da pandemia de covid-19 e mostrou que mais enfermeiros foram vítimas da doença na Região Norte que na Região Sudeste. O trabalho foi publicado na revista científica Ciência & Saúde Coletiva.
A autora principal do artigo, Maria Helena Machado, diz que os dados regionais de mortalidade dos profissionais de saúde por covid-19 entre março de 2020 e março de 2021 são “uma fotografia real, crua e dura da desigualdade social que impera no país e no Sistema Único de Saúde [SUS]”.
A pesquisa mostra que, dos 582 mil enfermeiros que existem no país, apenas 7,6% estão na Região Norte, e 45,1%, na Região Sudeste. Mesmo assim, dos 200 enfermeiros mortos por covid-19 e contabilizados pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) no primeiro ano da pandemia, 29,5% eram do Norte e 26,5%, do Sudeste. Em números absolutos, foram 59 vítimas no Norte, e 53, no Sudest..

Read More