Suposto ataque com arma química deixou mais de 50 mortos na Síria, dizem ONGs

‘Gás tóxico’ teria sido utilizado em bombardeio em Idlib, segundo OSDH. Vítimas morreram por asfixia e dezenas tiveram problemas respiratórios.

Um bombardeio aéreo que liberou “gás tóxico” na província de Idlib, no norte da Síria, deixou mais de 50 mortos, entre eles nove crianças, e 200 feridos, nesta terça-feira (4).

A Organização das Nações Unidas (ONU) investiga o ataque, que ocorreu em uma região já atingida por armas químicas em 2015.

O balanço das vítimas ainda não é oficial. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) afirma que 58 morreram e cerca de 200 ficaram feridas.

Já a União das Organizações de Cuidados Médicos diz que 100 morreram e 400 apresentaram problemas respiratórios.

Suposto ataque com arma química deixou mais de 50 mortos na Síria, dizem ONGs

Fonte: G1