Suíca explica bloqueio de recursos da Globolav

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Vereador cobra do governo estadual o reconhecimento da  Lei Anticalote.

O recorrente atraso salarial de prestadores de serviço da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) resultou no bloqueio de recursos da empresa Globolav, após ação do Sindilimp-BA, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados do estado. De acordo com a direção da entidade, a empresa ficou em contrato de 12 meses na Sesab respondendo pelos trabalhadores contratados para atendentes e portaria.  O representante do sindicato na Câmara Municipal, vereador Luiz Carlos Suíca (PT), se pronunciou sobre o caso na terça-feira (13).

 “Os trabalhadores do contrato da Globolav de Salvador e do interior precisam saber que o sindicato já entrou com processo trabalhista e os valores que têm na Sesab é para o pagamento dos trabalhadores, até porque tem um ponto fraco que é o fato da Sesab só reconhecer três meses de contrato dos 12 afirmados pela empresa”, afirma Suíca. Ele volta a cobrar o governo estadual para que reconheça a Lei Anticalote.
A direção do sindicato aponta que desde fevereiro que briga para que a Sesab pague os trabalhadores, mas a exigência não foi acolhida. Segundo a coordenadora-geral do Sindilimp-BA, Ana Angélica Rabello, houve uma reunião na Secretaria Estadual de Saúde, junto com a empresa, e descobriu-se que o dono da Globolav é o mesmo da Suria, que já tem contrato de higienização e ficou no lugar da empresa MAP.

 “Ficamos apreensivos, essas empresas vão abrindo outras dos mesmos caloteiros de antes. Essa Suria, para mim, era uma empresa que prestava serviços na lavanderia dos hospitais e, agora já está na higienização com essa Globolav”, conta Ana Angélica. Ela pede ainda que os trabalhadores liguem para o sindicato e acompanhem o site, “porque o Sindilimp-BA não vai fazer liberação de valores a não ser na Justiça do Trabalho. A empresa liga pedindo o desbloqueio. Mas não vamos desbloquear” finaliza.
 Fonte da notícia: Diretoria de Comunicação

Deixe uma resposta

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×