SSP confirma prisões de dois policiais e um ex-soldado na Operação Olossá

A Corregedoria Geral da Segurança Pública da Bahia participou, por meio da Força Tarefa, da fase III da Operação Olossá, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (14). O objetivo da ação é desarticular organizações criminosas especializadas no tráfico internacional de cocaína, haxixe e drogas sintéticas.

Dois policiais militares suspeitos de envolvimento com a organização criminosa que contratava pessoas para viajar para a Europa e Ásia transportando entorpecentes em voos que saiam dos aeroportos de Salvador, Guarulhos, Rio de Janeiro, Recife e Curitiba tiveram mandados de buscas e apreensão cumpridos. Um ex-soldado também foi alvo da operação.

Conforme a fonte do Informe Baiano, o policial militar que foi expulso da PM é conhecido como Pereira e morava na Cidade Baixa. Já os militares da ativa são conhecidos como Amancio e Kiko, esse último lotado na 52a CIPM. Ambos soldados.

“Um dos policiais acabou preso ao ser flagrado com cocaína. Ele jogou o entorpecente pela janela, mas a nossa equipe localizou e fez a prisão em flagrante. Já o ex-PM já havia sido alvo da Força-Tarefa e posteriormente demitido pelo crime de extorsão”, detalhou o corregedor-geral da SSP, Nelson Gaspar Álvares Pires Neto.

Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Federal de Salvador, que também decretou o  sequestro de imóveis e bloqueios de valores em contas bancárias usadas pelos investigados. Cerca de 60 policiais federais e 30 policiais militares da Bahia e de São Paulo atuaram na operação. Outros oito mandados também foram cumpridos  nos estados de São Paulo e Goiás.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: