Salvador ultrapassa meta de 180 mil cães e gatos vacinados contra raiva

Salvador ultrapassou a meta de imunizar 180 mil cães e gatos durante a Campanha de Vacinação Antirrábica. O cumprimento do objetivo traçado para estratégia na capital baiana coincide com a celebração do Dia Mundial de Luta contra Raiva, lembrado de forma global em 28 de setembro.

De acordo com o titular da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, o resultado é fruto do empenho das equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), que atuaram quase que ininterruptamente durante mais de 30 dias – inclusive com a oferta das vacinas durante os finais de semana.

Busca Ativa Vacinação de Cães e Gatos_Foto_Jefferson Peixoto_Secom_Pms

“Montamos, pelo segundo ano consecutivo, de maneira pioneira no país, uma estrutura com drive-thru e mais de 100 pontos fixos, volantes e itinerantes espalhados por toda cidade. O cumprimento dessa meta é de fundamental importância para mantermos nossa cidade livre da raiva”, destacou Prates.

A campanha de vacinação animal seguirá no município até a quinta-feira (30). É possível ter acesso às doses da vacina em 98 postos de saúde espalhados pela cidade, das 8h às 14h. A lista de postos pode ser conferida no site www. saude. salvador. ba. gov. br . Para evitar a disseminação da Covid-19, é obrigatório o uso de máscara pelos tutores que levarem os bichos para imunização.

Além disso, agentes de combate às endemias estão percorrendo as ruas de diversas localidades do município com a aplicação da vacina em pontos volantes, e pontos fixos itinerantes são instalados em bairros estratégicos da cidade. Devem ser imunizados animais a partir dos três meses de idade, exceto os que estiverem doentes. Quem nunca foi vacinado recebe o reforço após 30 dias da primeira dose e, depois, o processo passa a ser anual.

“A campanha prossegue até o fim deste mês e continuamos convocando a população a levar os animais de estimação até os pontos de vacinação para garantir a proteção dos melhores amigos de estimação. A raiva mata e a vacina é a principal medida de prevenção dessa zoonose”, alertou a diretora de Vigilância à Saúde, Andréa Salvador.

Busca ativa – Uma das ações que contribuíram para este resultado é a chamada busca ativa, quanto os agentes de endemias percorrem as ruas para fazer a vacinação dos cães e gatos. Durante o chamamento das equipes, é feita a oferta da vacina, verificando se os animais já foram vacinados ou se precisam atualizar a imunização, que é anual.

Um dos locais beneficiados com a busca ativa foi a Rua Pituaçu, em São Marcos – apenas em uma manhã, foram vacinados 50 animais na localidade. Dono da cadela Sasha, de dois anos, o militar Geraldo Oliveira declarou a importância da vacinação e que, com a iniciativa dos agentes no bairro, ficou tudo mais prático. “A melhor coisa que a Prefeitura fez foi mandar uma equipe aqui, porque ter que se deslocar com ela para vacinar em outro lugar é muito ruim”.

A gerente de loja Neide Santos também aproveitou para vacinar o cãozinho Luck, de sete anos. “É muito interessante ter o serviço aqui porque também temos animais soltos na rua, então todo ano ele toma a vacina”. Fotos: Jefferson Peixoto/Secom

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: