Roma diz que está sendo afetado por briga entre ACM Neto e Rodrigo Maia

Deputado também falou em cumprir missão no comando do Ministério da Cidadania.

O novo ministro da Cidadania João Roma (Republicanos-BA) passa por um momento delicado logo após assumir o cargo. Depois das críticas do seu aliado ACM Neto (DEM), ele disse que se vê no meio do fogo cruzado entre o presidente do Democratas e o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

“Ele [ACM Neto] está aborrecido com minha decisão. Estou sendo afetado por uma briga entre Neto e Rodrigo. Eu precisava cumprir a missão do meu partido”, disse Roma à coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo.

“A missão é muito grande. É uma oportunidade de ajudar muita gente. A missão desse ministério é não deixar ninguém para trás e ajudar aqueles que precisam. E é a isso que vou me dedicar”, completou Roma.

Após a confirmação de Roma para a pasta, Neto usou as redes sociais e disse que a escolha foi “lamentável” e que desconsiderou um relação de amizade entre os dois. Nos bastidores o ex-prefeito de Salvador agiu para que o parlamentar não assumisse o cargo na intenção de não ter seu nome atrelado ao governo federal.

Já Maia criticou publicamente Neto por não ter apoiado Baleia Rossi (MDB-SP) para a presidência da Câmara dos Deputados. A bancada do DEM foi liberada e a maioria votou em Arthur Lira (PP-AL), candidato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Varela

Deixe uma resposta