Restaurante mais antigo de Salvador e que foi reverenciado por Jorge Amado fecha

O tradicional e famoso Restaurante Colon, no bairro do Comércio, em Salvador, fechou as portas na última sexta-feira (26/11), conforme reportagem divulgada pela TV Bahia.

O estabelecimento, que chegou a ser referenciado pelo saudoso Jorge Amado em seu livro “O Sumiço da Santa”, foi fundado por espanhóis, há 107 anos. Era o restaurante mais antigo de Salvador.

O Cólon era famoso também por receber artistas e políticos, como por exemplo: ACM, Carlinhos Brown, Neuza Borges, Tatti Moreno e Nelson Rufino, além do próprio Jorge Amado.

Juan Orge, neto do fundador, afirmou que a decisão foi tomada após complicações causadas pela pandemia da covid-19.

“A queda do meu faturamento acredito que tenha chegado a 80%. Todos os recursos foram investidos, não houve ajuda de ninguém. A gente até usou o Auxílio Brasil, mas não era o suficiente”, revelou à TV Bahia.

A publicação relatou também que o restaurante enfrentou uma outra crise por conta do casarão em frente à Praça do Conde dos Arcos, ponto histórico do Colon. O imóvel foi interditado pela Defesa Civil de Salvador (Codesal) por apresentar problemas estruturais. O negócio acabou sendo migrado para outro ponto, mas não resistiu. Informe Baiano

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: