Processo milionário de Solange Almeida contra Aviões do Forró é extinto

A Justiça decidiu que o caso deve ficar com o Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CAM-CCBC), uma esfera extrajudicial.

Foi extinto na última semana o processo milionário que Solange Almeida movia contra o Aviões do Forró em busca de direitos trabalhistas por seus 14 anos na banda, conforme O Dia.

A Justiça decidiu que o caso deve ficar com o Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CAM-CCBC), uma esfera extrajudicial.

Solange ainda foi condenada a pagar R$ 500 mil, relativos aos 10% dos R$ 5 milhões contabilizados como valor das custas processuais.

A defesa da cantora informou que ela ainda não foi intimada sobre a decisão e que recorrerá.

A decisão judicial levou em conta um contrato de 2010 apresentado pelos réus nas suas contestações, segundo o qual dúvidas ou eventuais problemas entre os sócios da banda deveriam ser tratados no Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá. bahia.ba

Deixe uma resposta