Prefeitura inicia vacinação contra influenza a partir desta segunda (12)

Salvador inicia, na próxima segunda-feira (12), a campanha de vacinação contra a Influenza. A mobilização tem a meta de alcançar 90% dos grupos prioritários definidos para a estratégia, totalizando 959.610 pessoas. Os detalhes foram apresentados pelo prefeito Bruno Reis neste sábado (10), em coletiva virtual no Parque de Exposições.

O objetivo da ação é reduzir complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da gripe, além de evitar colapso do serviço de saúde em tempos de pandemia de Covid-19. “Diferente dos outros anos, esse vai ter a coincidência da vacinação contra o coronavírus e influenza. As doses de cada imunizante devem ser aplicadas com intervalo de 14 dias. Não será uma logística fácil, mas nos preparamos para isso com a devida antecedência”, destacou o prefeito, ao lado do titular da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Leo Prates.

A cidade recebeu, na quinta-feira (8), a primeira remessa com 70.080 doses da vacina para prevenção da Influenza. Conforme anunciado pelo prefeito, nos próximos dias, a administração municipal contratará mais profissionais de saúde para reforçar os processos de imunização tanto da Covid-19 quanto da gripe.

Na campanha de combate à Influenza no ano passado, a capital baiana teve 851.187 pessoas imunizadas – número que serviu como base para o envio de doses de imunizantes do Sars-CoV-2, liberadas pelo governo federal até então. Bruno Reis ressaltou o papel do município à frente da mobilização, enfatizando os investimentos para montagem de estruturas, com drive-thrus, vacinação em domicílio e em pontos fixos, para alcançar a população.

“Salvador está liderando, entre as capitais do Brasil, na aplicação da vacina contra o coronavírus e, com certeza, com a da Influenza, não será diferente. Em 2020, superamos a vacinação contra a gripe em 11% do esperado, justamente por conta da organização que tivemos. Foi quando idealizamos o drive-thru, iniciativa que passou a ser copiada em todo o Brasil”, disse.

Primeira etapa – A campanha de imunização contra a gripe será dividida em três etapas, cada uma atendendo a públicos-alvo diferentes estabelecidos pelo Ministério da Saúde. De acordo o prefeito, serão 117 salas de vacinação espalhadas na cidade que atenderão a todos os grupos inseridos na iniciativa. A lista dos locais será disponibilizada no site www. saude. salvador. ba. gov. br .

A primeira fase começa a partir de segunda (12) e segue até 10 de maio, com estimativa de alcançar 321.920 pessoas, sendo crianças com idades entre seis meses a 6 anos (173.095), gestantes (24.741), puérperas (4.067), povos indígenas e trabalhadores da saúde (120.017).

Além das salas de vacinação, será montado drive-thru especificamente para as crianças no Shopping Barra. As puérperas e gestantes também poderão receber as injeções nos ambulatórios de pré-natal e maternidades. Haverá um drive específico para este público, a ser divulgado em breve.

Já a vacinação de trabalhadores da saúde ocorrerá em parceria com hospitais, o que vai permitir acelerar o processo. A Prefeitura disponibilizará doses para que essas unidades façam as aplicações, em um trabalho que será supervisionado pela SMS. Para este público, também haverá um drive-thru. “Portanto, serão três drives exclusivos para a Influenza, onde não acontecerá vacinação contra o coronavírus”, explicou Bruno Reis.

Segunda etapa – A segunda etapa da campanha será realizada entre os dias 11 de maio a 8 de junho, com estimativa de alcançar 427.761 cidadãos. Inclui idosos a partir de 60 anos (399.328) e professores (28.433).

“Para os idosos, além das salas de imunização, faremos o serviço em domicílio com a Vacina Express e nos abrigos. Provavelmente, também disponibilizaremos drives exclusivos. Iremos divulgar com antecedência”, comunicou Bruno Reis. 

Caso os números da pandemia da Covid-19 estejam favoráveis, as aulas presenciais poderão ser retomadas neste período de segunda etapa da campanha contra a Influenza. Com isso, acrescentou o prefeito, a aplicação dos imunizantes para a prevenção da doença poderá acontecer nas escolas.

Terceira etapa – A terceira e última fase da mobilização ocorrerá entre os dias 9 de junho a 9 de julho. Engloba 209.929 soteropolitanos de diversos públicos: pessoas com comorbidades (65.749), pessoas com deficiência permanente (110.815 ), caminhoneiros (3.288 ),  trabalhadores de transporte coletivo, rodoviário, metroviário, portuários, forças de segurança e salvamento (15.969), Forças Armadas (6.332), funcionários do sistema prisional (1.768), população privada de liberdade e jovens em medidas socioeducativas (6.008).

Todo esse grupo terá à disposição as salas de vacinação do município e drive-thrus. Além disso, as pessoas com comorbidades poderão ser imunizadas em serviços de referência. Os deficientes abrigados em instituições de longa permanência receberão a visita dos vacinadores. As equipes de saúde também serão deslocadas para aplicar as injeções em locais de carga e descarga, garagens de ônibus, regiões portuárias, quartéis, sedes de grupamentos e instituições prisionais. Secom

Deixe uma resposta