População ganha nova unidade municipal de saúde no Rio Vermelho

Moradores da Vila Matos, no Rio Vermelho, e imediações contam agora com mais um posto de saúde municipal: a Unidade Básica de Saúde (UBS) Vila Matos. A estrutura foi entregue oficialmente nesta quinta-feira (21), com as presenças do prefeito Bruno Reis e do secretário nacional de Atenção Primária, Rafael Parente, e do titular da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, dentre outros gestores.

A UBS oferecerá serviços de atenção integral, desde recém-nascidos até idosos, por meio de atendimento médico, de enfermagem e odontológico, com capacidade para atender cerca de 250 pessoas diariamente. O prefeito lembrou que, com o advento da pandemia, muitas pessoas migraram para o SUS, provocando uma grande demanda na rede municipal de saúde.

Fotos: Bruno Concha/Secom

“Também há uma pressão sobre o sistema de saúde porque, na pandemia, suspendemos as cirurgias eletivas, as consultas especializadas e a realização de exames, porque a prioridade era enfrentar a Covid-19. As pessoas também não estavam procurando o sistema de saúde devido à preocupação natural de contrair o vírus”, declarou Bruno Reis.

Para implantação do centro de saúde foram investidos R$3,3 milhões de recursos do Ministério da Saúde. A infraestrutura da unidade ocupa uma área de 23 mil m² e já foi sede do Centro de Referência do Adolescente Isabel Souto (Cradis) e da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac). A construção do equipamento contou com a cessão do espaço pela gestão estadual, por um período de 50 anos.

Fotos: Bruno Concha/Secom

O prefeito também ressaltou que a administração municipal tem procurado ampliar a oferta de consultas e exames para atender melhor a população. “Ontem publicamos, no Diário Oficial do Município (DOM), a contratação de R$6 milhões desses serviços na rede privada. Esperamos que esse investimento ajude a zerar as filas”.

Fotos: Bruno Concha/Secom

Estrutura e atendimento – Com dois andares, a unidade possui cinco consultórios, sendo um odontológico, salas de vacina, curativo e administrativa, além de banheiros. A UBS Vila Matos ofertará serviços de áreas consideradas prioritárias na Atenção Primária à Saúde, como programas de pré-natal, hipertensão, diabetes, controle da tuberculose, hanseníase e doença falciforme, com ênfase em Saúde da Criança; Saúde do Adolescente; Saúde da Mulher; Saúde do Homem; Saúde do Adulto; Saúde do Idoso e Saúde Bucal. Serviços complementares, como curativo, coleta de material para exames laboratoriais, vacinação, marcação de consulta para outras especialidades e outros exames também são ofertados no local, bem como dispensação de medicamentos básicos e confecção do Cartão SUS (2ª via).

A unidade contará com a atuação de equipes multiprofissionais compostas por médico clínico, ginecologista, pediatra, enfermeiro, dentista, nutricionista, técnico de enfermagem, auxiliar/técnico de saúde bucal, com atendimento prestado na própria unidade de saúde, em domicílio, quando necessário, ou em outros equipamentos sociais da comunidade. Isso permitirá que as ações de saúde se aproximem do cotidiano da comunidade, com demandas que podem e devem ser resolvidas pela Atenção Primária.

Avanços – No início de 2013, Salvador tinha apenas 18% por cento de cobertura na área de Atenção Básica, ocupando a última posição entre as capitais brasileiras. “De lá pra cá, no esforço que foi feito para reforma e construção de novas unidades, passamos da casa dos 60%. Temos outra unidade básica a inaugurar na Avenida Gal Costa, e mais duas policlínicas. Colocamos os interesses da população acima dos interesses partidários e ideológicos, pois o objetivo maior é mudar e transformar a vida das pessoas”, salientou Bruno Reis.

O secretário nacional de Atenção Primária anunciou mais investimentos no setor. “Olhamos o mérito do projeto e a necessidade da população. Esperamos que os serviços sejam implantados em tempo hábil. Nossa intenção é, até o fim deste ano, otimizar a oferta de serviços, contratando e disponibilizando mais profissionais clínicos, ginecologistas e residentes para as unidades básicas de saúde de todo o país”, afirmou Parente.

O secretário Léo Prates destacou a importância da união entre os poderes para prestar um bom atendimento ao público de Salvador. “Não tínhamos terreno para implantação deste espaço. Em conversas com o Governo do Estado, conseguimos que o imóvel fosse retirado de um leilão e a concessão pelo uso por 50 anos. Do ministério, conseguimos recursos para investir na reforma da unidade”, contou.

A secretária estadual de Saúde, Tereza Paim, reforçou a necessidade de ações e investimentos para o fortalecimento da assistência à saúde. “É deste tipo de diálogo que se beneficia o Sistema Único de Saúde (SUS). As pessoas precisam ser assistidas, e as UBS são os locais exatos para realizar este atendimento”. Secom

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: