Polícia Militar reforça policiamento ordinário nas ciclovias de Salvador

Foto: Vitor Barreto

Os policiais da Ronda Ciclística atuam em trio, percorrendo pequenas distâncias por meio das ciclovias.

Quem costuma utilizar as ciclovias, principalmente as mais movimentadas de Salvador, já deve ter visto um trio de policiais com roupas mais confortáveis do que as habituais fardas da PM, sobre duas rodas. Eles integram a Ronda Ciclística, unidade vinculada ao Comando de Operações Policiais da PM, disponibilizada para reforçar o patrulhamento ordinário nos locais onde há maior concentração de ciclistas.

Os policiais da Ronda Ciclística atuam em trio, percorrendo pequenas distâncias por meio das ciclovias, iniciativa que visa a aumentar a segurança de quem adotou o pedal como esporte ou como meio de transporte.

“É uma unidade que atua em reforço ao policiamento ordinário realizado no bairro. Os trios são divididos para a cobertura de pequenas regiões para fazer com que a circulação seja constante e atinja maior parte da ciclovia”, afirma o capitão Márcio Pitangueira, coordenador de Operações de Serviços Extraordinários do COPPM.

Os policiais da Ronda Ciclística atuam em trio, percorrendo pequenas distâncias por meio das ciclovias.

Quem costuma utilizar as ciclovias, principalmente as mais movimentadas de Salvador, já deve ter visto um trio de policiais com roupas mais confortáveis do que as habituais fardas da PM, sobre duas rodas. Eles integram a Ronda Ciclística, unidade vinculada ao Comando de Operações Policiais da PM, disponibilizada para reforçar o patrulhamento ordinário nos locais onde há maior concentração de ciclistas.

Os policiais da Ronda Ciclística atuam em trio, percorrendo pequenas distâncias por meio das ciclovias, iniciativa que visa a aumentar a segurança de quem adotou o pedal como esporte ou como meio de transporte.

“É uma unidade que atua em reforço ao policiamento ordinário realizado no bairro. Os trios são divididos para a cobertura de pequenas regiões para fazer com que a circulação seja constante e atinja maior parte da ciclovia”, afirma o capitão Márcio Pitangueira, coordenador de Operações de Serviços Extraordinários do COPPM. Bocão News

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: