Policia / Justiça

PM reclama após suspeitos de atear fogo em ônibus na Estrada das Barreiras serem soltos

Os suspeitos de atearem fogo em um ônibus na Estrada das Barreiras, no bairro da Cabula, já estão em Liberdade. O incêndio teria sido causado em represália a morte de um traficante e a Polícia Militar (PM) chegou a prender dois homens com material inflamável logo após o início das chamas, mas eles já estão em liberdade.

A dupla foi solta em uma audiência de custódia nesta quinta-feira (4/7) e irá responder em liberdade. “A Polícia Militar da Bahia lamenta veementemente a concessão de liberdade provisória aos dois homens”, disse o órgão, em nota enviada ao Informe Baiano.

“Diante da gravidade do ato criminoso e do risco à vida dos cidadãos, a instituição esperava que os responsáveis fossem imediatamente penalizados e afastados do convívio social”, enfatizou a corporação.

Conforme a PM, a prisão foi efetivada uma guarnição do Batalhão Gêmeos, no exato momento em que eles ateavam fogo no ônibus com Número de Ordem 21350, que faz a linha Terminal Acesso Norte x Tancredo Neves. Com eles foram apreendidos materiais utilizados para cometer o crime.

No comunicado ao IB, o órgão “refuta a impunidade e ressalta que medidas como essa passam o sentimento de impunidade e estímulo à prática de ações delituosas, comprometendo o esforço diário da tropa pelo cumprimento da lei em prol da sociedade”.

“A PMBA reforça seu compromisso com a segurança pública e a ordem social, reafirmando a necessidade de penalização efetiva para que a justiça seja cumprida e para que a sociedade possa sentir-se protegida e segura”, conclui. Informe baiano

Deixe um comentário