Policia / Justiça

Pedreiro suspeito de matar companheira em Itapuã tem prisão em flagrante convertida para preventiva

O suspeito de matar a companheira a facadas no bairro de Itapuã, em Salvador, teve a prisão em flagrante convertida para a preventiva. O crime aconteceu no domingo (18) e a decisão pela prisão preventiva foi informada nesta terça-feira (20), pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), após a audiência de custódia.

Tatiana Alves Nascimento, de 49 anos, foi encontrada morta após ficar dois dias sem mandar mensagens para o grupo da família. O comportamento chamou a atenção dos filhos, que foram até a casa dela e a encontraram sem vida, em cima da cama.

Ao lado de Tatiana estava o suspeito, o pedreiro Edeelson de Pinho Santana, de 51 anos. Ele tentou suicídio após cometer o crime, mas foi encontrado com vida pelo filho da vítima e socorrido.

Nesta terça-feira, o suspeito segue internado e custodiado no Hospital Geral do Estado (HGE).

Segundo o documento emitido pelo TJ-BA, a decisão pela conversão da prisão em flagrante para a preventiva foi justificada pela crueldade e violência do crime e periculosidade do suspeito.

Após receber alta médica, Edeelson de Pinho Santana deverá ser encaminhado para uma unidade prisional, que ainda não foi informada. Informe baiano