Paraná: médico é espancado ao alertar pessoas sobre riscos de aglomeração

‘A resposta que me foi dada foram chutes e socos, enquanto um me segurava o outro me agredia’, desabafou o infectologista em seu perfil do Instagram.

Um médico infectologista foi espancado após alertar um grupo de “pessoas conhecidas” sobre os riscos da Covid-19, em Toledo, no Paraná. José Eduardo Mainart Panini trabalha no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP.

O estado do Paraná vive um colapso na saúde, devido ao alto número de internações e casos graves da doença. Ciente da situação, o infectologista fez um alerta sobre o período das aglomerações e uma segunda onda do vírus e foi agredido. “A resposta que me foi dada foram chutes e socos, enquanto um me segurava o outro me agredia”, disse ele. O Dia

Deixe uma resposta