Número de refugiados da Ucrânia supera dois milhões

O site da organização afirma que 2.011.312 pessoas saíram do país – Foto: BULENT KILIC | AFP.

A Polônia recebeu mais da metade dos refugiados.

O número de pessoas que fugiram da Ucrânia desde o início a invasão russa em 24 de fevereiro superou nesta terça-feira, 8, a barreira de dois milhões, anunciou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

O site da organização afirma que 2.011.312 pessoas saíram do país e que a Polônia recebeu mais da metade (1.204.403).

“Hoje, a saída de refugiados da Ucrânia alcançou 2 milhões. 2 milhões”, tuitou o alto comissário para os refugiados, Filippo Grandi.

Grandi visitou Romênia, Moldávia e Polônia, três países de fronteira com a Ucrânia, onde a Rússia iniciou uma ofensiva militar em 24 de fevereiro.

O alto comissário elogiou a recepção “exemplar” dos três países aos refugiados, durante uma entrevista coletiva em Oslo.

Grandi afirmou que “até o momento” estes países estão conseguindo administrar a chegada de refugiados porque estes têm “alguns recursos”.

“Muitos chegam de carro e, sobretudo, têm vínculos, podem viajar até onde possuem família, amigos, uma comunidade”, explicou.

“É possível que, caso a guerra continue… comecemos a observar pessoas sem recursos ou vínculos e isto será um problema mais difícil de administrar para os países europeus”, destacou.

As guerras dos Bálcãs, na Bósnia e em Kosovo, também provocaram um enorme fluxo de refugiados, “entre dois e três milhões, mas em um período de oito anos”, destacou. “Agora estamos falando de oito dias”, disse Grandi.

“Em outras regiões do mundo, sim, observamos este cenário, mas na Europa é a primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial”, afirmou.

Depois de várias tentativas que não avançaram, a Rússia prometeu abrir corredores humanitários nesta terça-feira para permitir a saída de milhares de civis das principais cidades ucranianas, atingidas pela guerra há quase duas semanas. A Tarde

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: