“Não existe planejamento para Série C”, diz presidente interino do Vitória

Após dois triunfos consecutivos, com goleadas contra Vasco e Cruzeiro, o Vitória viu a sua situação na Série B melhorar e mesmo dentro da zona de rebaixamento, o Rubro-Negro espera que no fim do campeonato, daqui a duas rodadas, a sua permanência seja concretizada. O otimismo contagia até mesmo o presidente interino, Fábio Mota, que afirmou que não existe um planejamento voltado para a disputa da Série C em 2022.

“Não pensamos na Série C. Não existe planejamento para a Série C. Trabalhamos e gastamos nossa energia para ficar na Série B. Estou presidente do clube por 30 dias, mas tenho que fazer o planejamento. Já fiz a reunião com os jogadores. Temos o planejamento de ficar na Série B para, quem assumir o clube, levar o time para a Série A”, ressaltou, em entrevista a rádio Piatã FM, na noite da última quarta-feira, 17.

Presidente do Conselho Deliberativo do Vitória, Fábio Mota assumiu o clube por 30 dias no lugar de Luiz Henrique Viana, que pediu uma licença por motivos de saúde. Viana é vice-presidente e estava à frente do clube devido o afastamento de Paulo Carneiro, investigado por má gestão.

“Não tenho pretensão nenhuma de ser candidato. Tenho outro projeto no ano que vem. […] Não tinha perspectiva alguma de assumir, mas covardia não faz parte do meu perfil”, completou. Na avaliação de Mota, “a torcida está unida em uma única missão, que é se manter na Série B”.

Nesta quinta-feira, 18, o Vitória gira a chave e entra em campo pela Copa do Nordeste, contra o Botafogo-PB e precisar de um bom resultado para chegar na fase de grupos do torneio regional. Pela Série B, o Leão, 18º colocado, com 40 pontos, ainda enfrenta CRB e Vila Nova. A Tarde / Foto Maurícia da Matta / E. C. Vitória

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: