Motorista por aplicativo e taxista entre os serviços essenciais

Vereador Átila do Congo defende reconhecimento dessas categorias no elenco de atividades que não podem parar.

Em meio à nova onda de infecções da Covid-19 em Salvador, a Prefeitura determinou o funcionamento apenas de serviços essenciais, conforme estabelecido pelo elenco de atividades que não podem parar na cidade. As categorias de motoristas por aplicativo e taxistas podem ser incluídas no cronograma em breve.
O reconhecimento trará respaldo para os trabalhadores que se arriscam em circular pela cidade transportando passageiros. A proposta será encaminhada ao Executivo Municipal pelo vereador Átila do Congo (Patriota), ainda nesta semana.
Para Átila, é preciso um entendimento de que a categoria não tem outra renda. “Em tese, os motoristas são autônomos, independentes, trabalham nos horários mais flexíveis, ao contrário dos ônibus que seguem a orientação da Prefeitura com frota e horário reduzidos. Um trabalhador da saúde, por exemplo, que atua por turnos, inclusive, às madrugadas, como fará para se locomover, senão através dos aplicativos urbanos?”, questiona.

Salvador Por Todos

O programa de benefício da Prefeitura, que já pagou 11 parcelas no valor de R$ 270 desde que foi criado, só contemplou a faixa etária acima dos 40 anos da categoria até o momento, como destaca o vereador.
O parlamentar confirma avanço no diálogo com as empresas privadas para remodelar a lista de profissionais cadastrados na plataforma e ampliar o limite de idade para ser acessível aos pouco mais de 28 mil motoristas atuantes na cidade.
Nas próximas semanas, um novo alinhamento e cronograma deverão ser divulgados.
 Fonte da notícia: Diretoria de Comunicação

Deixe uma resposta