Microsoft confirma ataque hacker aos seus sistemas

O presidente da Microsoft, Brad Smith, reconheceu em um comunicado divulgado nesta quinta-feira (17) que a empresa detectou a presença de software malicioso em seus sistemas, que pode estar relacionado a um ataque hacker “que é notável por seu escopo, sofisticação e impacto”.

Atribuído a cibercriminosos russos, a violação teve como alvo várias agências governamentais dos Estados Unidos, e foi instrumentalizada através do Orion, um software de gerenciamento de rede amplamente implantado pela SolarWinds, empresa americana de tecnologia, que admitiu no último domingo (13) que uma atualização da sua ferramenta havia sido adulterada com programas espiões.

Como a empresa de Redmond também é usuária do Orion, alguns de seus produtos foram aparentemente contaminados para auxiliar no ataque às vítimas, segundo especialistas.

A Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA) emitiu uma rara “recomendação de segurança” detalhando como alguns serviços de nuvem do Microsoft Azure podem ter sido comprometidos pelos hackers, e sugerindo aos usuários o bloqueio de seus sistemas. Tecmundo

Deixe uma resposta