Mercado de planos de saúde perde 1 milhão de beneficiários, diz IESS

IESS mostrou uma queda de 1% sofrida no mercado de planos de saúde médico-hospitalares em março, com 47,6 milhões de beneficiários a menos

De acordo com a Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) elaborada pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) e informações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o mercado de planos de saúde médico-hospitalares voltou a cair em março, com retração de 1%, o que representa o encerramento de 47,6 milhões de beneficiários.

“Não há qualquer indicação de que o mercado irá mudar a tendência e retomar o crescimento nos próximos meses. Enquanto a situação econômica do País não mudar e, principalmente, o saldo de empregos voltar a crescer, provavelmente não teremos aumento significativo no total de beneficiários”, avaliou o superintendente executivo do IESS , Luiz Augusto Carneiro, acerca da queda nos planos de saúde.

Carneiro ainda alertou sobre os números de beneficiários, que segundo ele, devem ser analisados sempre com base na variação de 12 meses. “A variação mensal costuma ser imprecisa, pois além de ignorar comportamentos sazonais, os dados costumam ser corrigidos depois pela ANS”, completou.

Vale lembrar que se comparado ao terceiro mês do ano passado, o decréscimo foi de 2%, ou seja, houve o rompimento de 978,2 mil vínculos. Em relação ao Estado de São Paulo, cerca de 493,6 mil beneficiários se desfizeram de seus planos de saúde durante o período pesquisado, o que representa um recuo de 2,7%.

Por outro lado, a região Norte foi a única do País a apresentar um aumento no total de beneficiários. Entre março deste ano e o mesmo mês do ano passado, a região registrou 3,7 mil novos vínculos, com uma leve alta de 0,2%.

Segundo a pesquisa, o resultado foi ocasionado pelo mercado de planos de saúde no estado do Amazonas, aumento de 6,3%, sendo firmados assim, cerca de 32,3 mil novos vínculos.

Planos odontológicos

No que se diz respeito ao total de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos, o número segue crescente. Nos 12 meses encerrados em março de 2017, houve acréscimo de 7,7%, ou seja, o firmamento de 1,6 milhão de novos vínculos.

Levando em consideração o total de beneficiários desse plano em especifico, a pesquisa do IESS apontou que aproximadamente metade se concentra na região Sudeste. Com isso, a região registrou 821,4 mil novos vínculos, subindo 6,9%. Destes, 690,5 mil são Estado de São Paulo, com impulso de 9,9%.

iG