MundoPolicia / Justiça

Médico é acusado de se masturbar ao lado de uma adolescente num avião

Um homem foi indiciado nos Estados Unidos na quarta-feira, após ser acusado de se envolver em comportamento indecente com uma adolescente de 14 anos durante um voo de Honolulu para Boston em maio de 2022. O incidente ocorreu a bordo de um voo da Hawaiian Airlines.

O suspeito foi identificado como Sudipta Mohanty, de 33 anos, um médico que viajava na companhia de uma amiga, enquanto a adolescente estava acompanhada pelos avós em assentos diferentes. De acordo com informações do processo, a jovem notou que Mohanty estava se cobrindo com um cobertor até o pescoço e sua perna estava em movimento constante durante o longo voo. Posteriormente, o cobertor caiu, revelando que Mohanty estava se masturbando em seu assento.

Assustada com a situação, a adolescente mudou de assento para um local vago em outra fileira. Após a chegada a Boston, ela relatou o ocorrido à sua família, que decidiu denunciar o incidente às autoridades.

O médico foi detido em agosto deste ano e formalmente acusado antes de ser libertado sob fiança. O incidente ocorreu no espaço aéreo norte-americano, o que resulta em uma jurisdição especial de aviação. O ato alegado é considerado um crime federal e, se condenado, Mohanty pode enfrentar até 90 dias de prisão, um ano de liberdade condicional e uma multa de até 5.000 dólares por exposição e atos obscenos envolvendo menores.

Leia Também: Condenações por invasão do Capitólio nos EUA prosseguem e já passam de 600

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe um comentário