Líder do governo na Câmara contabiliza 350 votos pela manutenção da prisão de Daniel Silveira

O líder do governo na Câmara, deputado federal Ricardo Barros (PP), afirmou que contabiliza 350 votos pela manutenção da prisão do deputado Daniel Silveira no plenário da Casa. 

De acordo com Barros, o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) lavou as mãos em relação ao parlamentar, que é um fiel adepto do bolsonarismo. Para Barros, não háahá ambiente para salvar Silveira no plenário. 

Já no Conselho de Ética, Barros disse que vai depender do comportamento do deputado. “Se ele continuar esculachando todo mundo, causando esse constrangimento a todos, a caneta vai ser pesada contra ele no Conselho de Ética. Se quiser seguir fazendo espetáculo para o seu eleitor, vai ficar difícil.”, disse Barros. 

Nesta sexta a Câmara decidirá se mantém ou derruba a prisão de Silveira, dois dias depois da prisão determinada pelo ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, ser referendada por todos os membros do Corte.

Pela Constituição, a prisão em flagrante de um parlamentar no exercício do mandato tem de ser submetida ao plenário da Casa legislativa onde ele atua. A Tarde

Deixe uma resposta