Justiça proíbe rodoviários de realizarem greve em Salvador

O Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-5) proibiu que os rodoviários de Salvador entrem em greve. A decisão ainda prevê o pagamento de uma multa diária no valor de R$ 500 mil caso o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado da Bahia (Sttroba) descumpra a medida.

A decisão é do desembargador do Trabalho Norberto Frerichs e foi publicada neste sábado, 22. A categoria está em campanha salarial e chegou a apontar a possibilidade de paralisar as atividades caso as negociações não avancem.

“Sem o bom senso por parte dos patrões não nos resta outra alternativa a não ser a continuidade dos trâmites para uma greve geral por tempo indeterminado. Vamos nos reunir na próxima semana, em uma assembleia virtual, para deliberar sobre a decretação da greve”, disse Fábio Primo, vice-presidente do sindicato da categoria, na última sexta-feira, 21.

Em entrevista ao programa ‘Isso é Bahia’, da rádio A TARDE FM, o vereador e dirigente do Sindicato dos Rodoviários, Tiago Ferreira, reiterou a possibilidade da categoria cruzar os braços. “Estamos em campanha salarial e ela não avança. Então é possível que nessa semana iniciemos um processo de greve”, disse.

“Sabendo que a inflação está batendo na casa dos 7%, estamos pedindo cerca de 9% de reajuste salarial, mas também as questões de fim de banco de horas e até o momento não houve um avanço”, completou Tiago. A Tarde

Deixe uma resposta