Injusta Causa: Desembargadora é autorizada a retornar ao cargo no TRT

A desembargadora Maria Adna Aguiar está autorizada a retornar ao cargo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 5ª Região. Ela foi afastada no âmbito da Operação Injusta Causa, que apura esquema de venda de decisões judiciais e tráfico de influência.

O retorno foi autorizado pelo juiz Pablo Zuniga Dourado, do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, em decisão proferida na sexta-feira (18).

“Alega inexistirem nos autos elementos de prova aptos a assegurarem a presença dos pressupostos processuais necessários ao deferimento da drástica medida de afastamento da sua função judicante”.

“Observo, do que consta dos autos, que magistrada já esteve afastada por pelo menos 140 (cento e quarenta) dias, para apuração, no âmbito administrativo, em princípio, dos mesmos fatos que são objeto da Ação de Improbidade 1053723-42.2020.4.01.3300”.

Operação

A Operação Injusta Causa foi deflagrada pela Polícia Federal, em setembro de 2019, quando agentes cumpriram mandados de busca e apreensão em gabinetes dos desembargadores com o objetivo de desarticular um esquema de venda de decisões judiciais e tráfico de influência na Bahia. Informe baiano

Deixe uma resposta