Grupo paulista invade Mansão do Horto em Salvador

Foto Ilustrativa do Horto de Salvador

A primeira Mansão do Horto, palácio ainda em construção com 3 e 4 quartos de luxo, cuja obra está parada há 35 anos, um dos grandes prédios do Projeto Chama, sofreu invasão nesta terça-feira (21) comandada por um grupo de investidores de São Paulo.

Vale lembrar que atualmente, essa primeira Mansão do Horto Florestal tivera início em 1987,
construção com duas belas torres inacabadas e todos os apartamentos rebocados por dentro, em área-terreno de 2.600 m2, no bairro Horto Florestal.

Avaliada, quando concluída, em 120 milhões, a Mansão do Horto é de propriedade do escritor Luiz Ademir, empresário bem sucedido no Brasil. Várias corretoras do País têm se cadastrado para vendê-la por um valor interessante de 54 milhões de reais, vez que se trata ainda da resolução de alguns problemas de documentação cartorial…

São portanto
40 apartamentos de luxo e 4 coberturas. Todos já rebocados por dentro, do
famoso Projeto CHAMA quando sucesso em Salvador, nas décadas de 1980/1990, nos seus 15.anos de reinado frente à habitação de grande porte na Bahia.
Dono da MCC-Construtora Ltda, o escritor Luiz Ademir Souza pretende desfazer-se desse bem e/ou em último caso aliar-se à Caixa e ao Recon BANK E.C. para retomar as construções e negociar suas unidades, evidentemente que a peso de ouro.

Luiz Ademir acrescenta que ‘é a quarta vez que a Mansão do Horto sofre invasão de 2014 pra cá. PARECE BRINCADEIRA O QUE ESTAMOS VIVENDO NESTE PAÍS, POR CONTA DESSA INSEGURANÇA JURÍDICA.’
E ainda afirma que aprendeu muito cedo a se defender porisso pretende continuar sua luta. Bacharel em direito deve conhecer bem os trâmites das leis e seus maliciosos percalços…

A 6a Delegacia de Polícia de Brotas em Salvador tem os registros dos B.O. Boletins de Ocorrências. O policial Portela e a delegada Maria Dail conhecem todo esse problema. Primeiro, trinta famílias do MST foram expulsas de lá, depois MRS com mais de 15 familias também sem teto; início desta década, uma pequena corretora, e ainda um comerciante conhecido como Lopes do interior da Bahia, que se diz comprador na planta de 16 unidades, tentam constantemente tomar posse de algumas unidades indevidamente, mas sem nunca apresentar documento… e outros e outros mais…
Ter direito de propriedade é perigoso demais neste Brasil.

Para o Cartorio do 3• Ofício de Registro de Imóveis de Salvador ‘contrato de compra e venda não é escritura e não comprova propriedade, e se a compra dependeu de acerto de poupança pior ainda’…

…e por último segue o empresário Luiz Ademir à Polícia de novo porque invadiram uma parte do terreno das Torres da Mansão do Horto – em frente à FIOCRUZ – área de 300 m2 na av Waldemar Falcão – e o grupo invasor está construindo um pequeno prédio…

A JUSTIÇA É O CAMINHO?
Luiz Ademir que o diga!

Ascom 25.06.2022
BRASILIA News
Notícia & Opinião

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: