Governo Federal antecipa calendário de saques do Auxílio Emergencial; veja as datas.

O governo federal antecipou o pagamento o calendário de saques e depósitos nas contas sociais da primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021. A decisão antecipa prazos para saques em até 17 dias e vale para o grupo de trabalhadores que se inscreveu por meios digitais e os que integram o Cadastro Único.

“Essa é uma medida importante para ajudar aqueles que se encontram em dificuldade e precisam do recurso para amenizar os impactos que essa pandemia gerou em suas casas. Continuaremos trabalhando intensamente para que o auxílio chegue para aqueles brasileiros que precisam do acolhimento do governo nesse momento delicado”, afirmou Roma.

A medida foi oficializada nesta sexta-feira (16) pelo governo do presidente Jair Bolsonaro por meio da Portaria nº 627, que abrevia em até 18 dias, em alguns casos, o prazo para que famílias tenham acesso aos recursos voltados para combater os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus.

Antes, o cronograma indicava que os saques para os nascidos em janeiro seria em 4 de maio. Agora, esse público terá acesso aos recursos a partir de 30 de abril. De acordo com a portaria, a mudança mais significativa é para os aniversariantes dos últimos dois meses do ano – os nascidos em novembro tiveram data antecipada de 1º de junho para 14 de maio. Quem faz aniversário em dezembro mudou de 4 de junho para 17 de maio. 

Os aniversariantes de novembro e dezembro também tiveram adiantados os dias de recebimento da primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 na poupança digital da Caixa. Quem nasceu em novembro, teve a mudança de 29 para 28 de abril. Os nascidos em dezembro, que teriam a transferência realizada no dia 30, receberão no dia 29.

“O Governo Federal constatou que a agilidade da operação dos pagamentos, iniciada na semana passada, permitiria a antecipação de alguns prazos. Com isso, o período de saques começa já no mês de abril. É uma ótima notícia para os beneficiários do Auxílio Emergencial”, afirmou o ministro da Cidadania, João Roma.

O benefício já contemplou com a primeira parcela , até agora, os nascidos em janeiro, fevereiro, março, abril e maio, num total de 11,88 milhões de famílias a partir de um repasse de R$ 2,46 bilhões. Secom/Gov. Federal

Deixe uma resposta