Governo do Amazonas determina auditoria para identificar fura-fila em vacinação

O governo do estado do Amazonas determinou, nesta terça-feira, 26, uma auditoria na lista de vacinação contra a Covid-19. De acordo com o governador Wilson Lima (PSC), a Controladoria Geral do Estado (CGE) e a Secretaria de Estado de Administração e Gestão (SEAD) tem 48 horas para concluir a auditoria, e quem for identificado como “fura-fila” será exonerado, responderá procedimento administrativo e será denunciado ao Ministério Público Federal (MPF).

A determinação se dá em meio a denúncias de servidores que tomaram vacina antes de pessoas de grupos prioritários dentro do plano do Ministério da Saúde, seguido pelo governo do Amazonas. O decreto pede à CGE e à SEAD uma análise das listas para identificar se os vacinados são profissionais da saúde que atendem aos requisitos de prioridade.

Neste primeiro grupo, estão: indígenas, idosos que vivem em abrigos, pessoas com deficiência residentes em instituições e o equivalente a 34% dos trabalhadores da saúde. A Tarde

Deixe uma resposta