Gastronomia é um dos cinco motivos de preferência pelo destino Salvador

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Qual o segredo para uma receita perfeita? Na Bahia, a união dos saberes africanos, indígenas e portugueses deu origem a pratos divinos, passados de geração em geração, como a moqueca, o acarajé, o caruru, o vatapá e o bobó. Alimentos como esses são responsáveis pelo resultado do recente levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), que aponta a gastronomia como um dos cinco motivos de busca e preferência por Salvador para o turismo.

Este ano, a pesquisa que norteia as estratégias de atração para a capital baiana foi realizada nos meses de janeiro, maio e setembro. O primeiro motivo de preferência pela cidade apontado pelos visitantes foi a característica sol e praia, seguida por história e cultura, esportes náuticos, cidade da música e, por fim, gastronomia. Essas opções foram as respostas para o seguinte questionamento: o que te levou a procurar ou ter referência de Salvador?

Para o titular da Secult, Cláudio Tinoco, a citação da gastronomia como um dos atrativos reflete uma característica peculiar da cidade, que é a existência da comida típica. “Os destinos se constituem no mundo exatamente porque têm essa qualidade da comida típica. Aqui nós temos o acarajé e o dendê na base das comidas de origem africana. Essa é uma característica que coloca Salvador em vantagem em relação às demais cidades e os turistas ajudam a propagar essa característica local”, diz.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) Seção Bahia, Luiz Henrique do Amaral, lembra que o turismo de experiência é uma das tendências mundiais e tem a gastronomia como uma das principais atividades. “Temos muito a ofertar nesse quesito. A comida baiana carrega um aspecto cultural muito forte. Tem uma identidade que predomina e sobressai e que você vai encontrar no acarajé e no dendê, por exemplo”, afirma. Segundo ele, no verão desse ano, espera-se um faturamento 10% maior nos bares e restaurantes da cidade que o do verão do ano passado.

Cozinha Raiz – Para estimular o desenvolvimento da culinária local, a Secult lançou recentemente o Desafio Cozinha Raiz e o Selo Gastronômico. Integrante do Salvador 360, eixo Cidade Criativa, o Desafio Cozinha Raiz é uma série exibida pela internet, por meio da qual chefs renomados da culinária de raiz soteropolitana convidam influenciadores digitais com pouco ou nenhum jeito na cozinha para preparar pratos famosos.

Fotos: Bruno Concha – PMS

A websérie já registrou mais de 1,7 milhão de visualizações. Ao todo, são quatro desafios. O primeiro teve a presença do cantor Márcio Victor (Psirico) e do influenciador Gominho, além do chef Beto Pimentel, do restaurante Paraíso Tropical. O segundo contou com a participação da influenciadora Ju de Paulla, a cantora Ju Moraes e a chef Tereza Paim, do Casa de Tereza.

O quarto terceiro foi feito pelo chef Lucius Gaudenzi, do restaurante Du Chef, e Aline Ramos, junto com o cantor Lincoln Sena, à influenciadora Foquinha. O quarto e último ocorrerá no Restaurante da Preta, na Ilha dos Frades, e os participantes serão Fabio Duarte, Scheila Carvalho e Sheila Mello.

Selo – Na mesma linha, a Secult está certificando com um selo gastronômico estabelecimentos de qualidade que oferecem pratos típicos, mas com o toque criativo dos chefs. Os restaurantes podem se inscrever, enviando mensagem para o e-mail cozinharaiz@salvadordabahia.com.

É preciso informar o prato participante e enviar foto. Além disso, devem ser acrescentadas todas as informações referentes ao estabelecimento e endereço nas redes sociais. Quem recebe o selo, além de contar com uma certificação, tem o estabelecimento divulgado no portal Cozinha Raiz e nas redes sociais do destino Salvador. SECOM – PMS

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×