Ficar mais de seis horas sentado pode aumentar risco de morte, conclui estudo

De acordo com o estudo Prolonged Leisure Time Spent Sitting in Relation to Cause-Specific Mortality in a Large US Cohort, ficar mais de seis horas sentado diariamente aumenta o risco de morte em 19%, quando é feito o comparativo com os indivíduos que ficam menos de três horas em repouso.

 Segundo Paola Machado, da coluna Viva Bem, do UOL, a rotina sedentária das pessoas também pode levar o aparecimento de doenças cardiovasculares e também o diagnóstico de diabetes e alguns cânceres. No Brasil, quase 50% população não mantém uma prática de exercícios adequadas.

UOL NOTICIAS