FIA determina análise detalhada sobre polêmico final

O carro de segurança foi acionado na 54ª volta de um total de 58 pela batida de Nicholas Latifi – Foto: Giuseppe Cacace | AFP

O objetivo é obter “conclusões antes do início da temporada 2022” no Bahrein em 20 de março.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) fará um “exercício de análise detalhada e esclarecimento” dos polêmicos acontecimentos que levaram o holandês Max Verstappen à vitória no campeonato em Abu Dhabi no último domingo, anunciou a entidade nesta quarta-feira, 15.

“Esta questão será discutida com todas as equipes e pilotos a fim de aprender com a situação e oferecer esclarecimentos aos participantes, à mídia e aos fãs sobre os regulamentos atuais”, disse a FIA em um comunicado. 

O objetivo é obter “conclusões antes do início da temporada 2022” no Bahrein em 20 de março.

Esta decisão foi tomada pelo Conselho Mundial do Esporte a Motor (WMSC, World Motor Sport Council) sob proposta do presidente cessante da FIA, o francês Jean Todt, cujo sucessor será escolhido na sexta, 17. 

“As circunstâncias que envolveram o uso do ‘safety car’ após o acidente do piloto Nicholas Latifi e as comunicações relacionadas entre a direção da corrida da FIA e as equipes geraram mal-entendidos e fortes reações das equipes, pilotos e fãs de Fórmula 1”, lembrou o WMSC. 

Esta polêmica “atualmente mancha a imagem do campeonato e a celebração na devida forma do primeiro título mundial de pilotos conquistado por Max Verstappen (Red Bull) e do oitavo título mundial de construtores conquistado pela Mercedes”, diz a nota. A Tarde

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: