DestaquesEsporte

Expulsões recorrentes prejudicam Vitória no Campeonato Brasileiro

Em seis jogos no Brasileirão 2024, o Vitória jogou com um a menos em três oportunidades, ao todo quatro jogadores foram expulsos nas três partidas. Duas das expulsões foram sofridas pela dupla de zaga titular do clube, formada por Wagner Leonardo e Camutanga. Número de expulsos chega próximo ao número de toda a temporada de 2023. ???? Cartão vermelho para PK, após revisão ao árbitro de vídeo.#VITxATG | 0?? x 0?? | #PegaLeao #Brasileirão2024 — EC Vitória (@ECVitoria) June 1, 2024 Diante do São Paulo o zagueiro Wagner Leonardo foi expulso logo aos sete minutos da partida, com isso o time perdeu sua principal referência defensiva para a partida e para o seguinte duelo do time no campeonato. A expulsão de Camutanga aos 92 minutos do jogo diante do Vasco não ajudou a compor o resultado desfavorável, mas atrapalhou a montagem da defesa para o jogo seguinte, diante do Atlético-GO. Neste duelo, outro defensor Rubro-Negro saiu mais cedo de campo: o lateral-esquerdo PK foi expulso aos 38 minutos do primeiro tempo, após falta em Lucas Kal; além dele o volante Dudu também foi expulso de campo no finalzinho do 2º tempo. ???? Cartão vermelho para Dudu.#VITxATG | 0?? x 2?? | #PegaLeao #Brasileirão2024 — EC Vitória (@ECVitoria) June 1, 2024 O momento de crise parece ter atingido o emocional do grupo, que demonstra isso com as expulsões. Até o momento já são quatro jogadores expulsos no campeonato, o dobro dos cartões vermelhos que o clube levou nos outros 23 jogos da atual temporada. Em todo o ano de 2023, o Vitória teve cinco jogadores expulsos, um a menos que a quantidade da atual temporada. Zagueiro e capitão do Vitória, Wagner Leonardo discorda que o fator emocional está afetando o grupo e cita possíveis erros de arbitragem para justificar as expulsões. "Não é desequilíbrio emocional, ninguém está ansioso. Acho que só teve uma expulsão intencional, as outras foram sem intenção alguma, acho até que o árbitro poderia ter segurado o cartão, mas não vem ao caso. Já mostramos que temos um emocional muito forte. Agora é tirar o que temos de melhor e parar de errar para conseguir as vitórias", pontuou o defensor. Momento em que o árbitro anuncia a expulsão de PK após revisão do VAR. Foto: Maurícia da Matta / Bahia Notícias Entretanto, o treinador Thiago Carpini tem uma opinião diferente e acha que o fator emocional do grupo pode sim, ter afetado nas expulsões. "Sem dúvidas a gente conversa sobre isso [expulsões]. Entra também na questão do emocional e da confiança. A falta de efetividade, confiança e resultado talvez estejam atrapalhando um pouco. Algumas coisas ainda não se encaixam", avaliou o técnico após derrota para o Atlético-GO. Para o duelo desta quarta-feira (05), o time não poderá contar com o volante Dudu e nem com o lateral-esquerdo PK, ambos suspensos devido aos cartões vermelho na derrota diante do time goianiense. Entretanto, o clube poderá contar com o retorno do zagueiro Camutanga, destaque ao lado de Wagner Leonardo como a melhor dupla de zaga da Série B de 2023. O Cuiabá recebe o Vitória, às 20h desta quarta-feira (05), na Arena Pantanal, em partida válida pela 2ª rodada do Brasileirão – a rodada foi adiada devido à participação do Cuiabá nas semifinais da Copa Verde.Bahia Noticias

Deixe um comentário