Encontrado morto quinto empresário russo ligado à Gazprom

O quinto empresário russo ligado à Gazprom, empresa de energia da Rússia, foi encontrado morto, na tarde de segunda-feira, na piscina da sua casa, situada num subúrbio de luxo perto de São Petersburgo, com um ferimento de bala na cabeça.

A morte de Yury Voronov, de 61 anos, fundador e CEO da empresa de transporte e logística Astra-Shipping, que trabalhou com a Gazprom no Ártico, foi avançada nas redes sociais pelo site de notícias Visegrad 24.

Segundo o jornal The Moscow Times, foram encontrados vários cartuchos no fundo da piscina e uma pistola da Grand Power foi recuperada nas proximidades.

A viúva de Voronov revelou à polícia que o empresário tinha anteriormente perdido dinheiro devido a conflitos com empreiteiros e parceiros, acrescentando que nas últimas semanas o marido bebia muito.

The director of the contractor company 'Gazprom', Yurii Voronov, has been found in the pool of an elite village near Vyborg.
He was found with a gunshot wound. pic.twitter.com/25VXKsvfAT

— Visegrád 24 (@visegrad24) July 5, 2022

De recordar que em janeiro, o chefe do serviço de transportes da Gazprom Invest, Leonid Shulman, foi encontrado morto no banheiro de sua casa, numa aldeia rural de luxo a 30 quilômetros a oeste de Morskiye Terrasy, na Rússia.

O vice-diretor do centro de colonização da Gazprom, Alexander Tyulakov, foi encontrado na mesma aldeia um mês mais tarde.

Em abril, o ex-vice-presidente da Gazprombank, Vladislav Avaev, e o ex-gerente da empresa Novatek, Sergei Protosenya, cometeram alegadamente suicídios em Moscou e Espanha, respectivamente.

Há ainda a registrar outras mortes não ligadas a Gazprom como a do bilionário russo nascido na Ucrânia Mikhail Watford, que morreu em Surrey, Inglaterra, no final de fevereiro e o antigo executivo de Lukoil Alexander Subbotin, morto em Moscou no início de maio.

Fonte: Notícias ao Minuto

%d blogueiros gostam disto: