Economia Circular e inovações em resinas de fonte renovável marcam presença da Braskem na Auspack

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Série de iniciativas globais para impulsionar a Economia Circular na cadeia do plástico e produtos feitos de polietileno renovável são atração no estande da companhia em feira na Austrália.

Para se aproximar do mercado da Australásia, a Braskem, maior produtora de resinas das Américas e com uma produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos, participará da Auspack, evento de embalagens, realizado em Melbourne, na Austrália, de 26 a 29 de março.

Em sua primeira participação no evento, o foco principal do estande da companhia para receber os visitantes será a apresentação do posicionamento em prol da Economia Circular, compromisso público assumido em novembro de 2018, que define iniciativas para o desenvolvimento de parcerias com os clientes na concepção de novos produtos para ampliar e facilitar a reciclagem e a reutilização de embalagens plásticas, especialmente as de uso único. O documento contempla ainda o avanço de investimentos em novas resinas de origem renováveis, como o Plástico Verde feito à base de cana-de-açúcar, e o apoio a novas tecnologias, modelos de negócios e sistemas de coleta, triagem, reciclagem e recuperação de materiais.

Estarão expostas soluções como o Plástico Verde I’m green™, o primeiro polietileno de origem renovável produzido em escala industrial no mundo, e o EVA Verde I’m green™ (copolímero etileno acetato de vinila), ambos feitos a partir da cana-de-açúcar.

“Face à relevância dos temas relacionados à sustentabilidade, percebemos a importância de a Braskem atuar de maneira efetiva na Oceania. Tal estratégia de aproximação aliada ao portfólio de soluções oferecidas em prol da Economia Circular, permite a Braskem oferecer à indústria plástica alternativas renováveis do início ao fim da vida da embalagem. Por isso, a Auspack não poderia chegar em um momento melhor para nós”, explica José Augusto Viveiro, diretor de vendas de Químicos Renováveis da Braskem.

Presente no mercado asiático desde 2010, atualmente, comercializa Plástico Verde em países como Vietnã, China, Myanmar, Taiwan, Tailândia, Japão, Austrália, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Índia e Malásia.

Plástico Verde I’m green™

A resina verde, feita a partir de eteno obtido da cana-de-açúcar, possui as mesmas características físicas do polietileno convencional, podendo ser totalmente aproveitada pela cadeia de reciclagem tradicional. Seu grande diferencial é a captura de 3,09 toneladas de CO2 a cada uma que é produzida, contribuindo para a redução da emissão dos gases do efeito estufa na atmosfera. O Plástico Verde é produzido na fábrica da Braskem localizada em Triunfo (RS), no Brasil. A planta possui capacidade para a produzir 200 mil toneladas de resina renovável por ano.

EVA I’m green™

O EVA Verde (copolímero etileno acetato de vinila) é produzido com matéria-prima de fonte renovável (cana de açúcar). Com características como flexibilidade, leveza e resistência, ela também contribui para a redução dos gases causadores do efeito estufa ao capturar e fixar o CO2 durante o seu processo produtivo. A resina é destinada a aplicações em setores como calçadista (exemplo da Allbirds), automotivo e transporte, entre outros.

Selo I’m green™

Criado pela Braskem para que o consumidor reconheça os produtos feitos com resina renovável. Para conquistar este diferencial, as peças precisam passar por um teste de datação do carbono 14, o mesmo feito para saber a idade de materiais fósseis encontrados pelo mundo. Para o uso do selo, a peça precisa conter ao menos 51% de material renovável. Tribuna da Bahia

Deixe uma resposta

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×