Dilma-Temer: análise de pedidos das defesas é feita pelo TSE nesta quarta

A partir das 9h desta quarta-feira (7), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) volta a julgar a chapa composta por Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB). A ação investiga um suposto abuso de poder político e econômico na campanha eleitoral, que colocou Dilma e Temer como presidente e vice-presidente da República, respectivamente, em 2014.

A sessão deve começar com a análise de seis questões preliminares apresentadas pelas defesas da petista e do peemedebista. A principal é uma contestação da defesa sobre o uso de conteúdo das delações premiadas da empreiteira Odebrecht, do marqueteiro João Santana e de sua esposa, Mônica Moura. Na sessão da última terça-feira (6), quatro preliminares foram rejeitadas pelo tribunal. Não há previsão para o fim do julgamento.

Caso os ministros entendam que as acusações procedem, Temer poderá ter o mandato cassado e Dilma impedida de se candidatar a novos cargos políticos nos próximos oito anos. Metro1