Diarista é espancada até a morte após tentar salvar patroa de agressões do marido

Crime aconteceu no início do mês de janeiro, mas só agora foi divulgado.

Uma diarista foi morta espancada após tentar salvar a patroa que era agredida pelo marido, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana de Goiás.

O crime aconteceu no início do mês de janeiro, mas só agora foi divulgado. O suspeito, que não teve o nome revelado, foi preso nesta quarta-feira (27).

Denise Alves Fernandes, de 54 anos, fazia faxina quando testemunhou o suspeito agredindo a companheira e tentou fazer com que ele parasse com a violência.

“Ele então iniciou diversas agressões, entre socos e chutes, contra a diarista. Ela foi atingida na região da face e teve múltiplas lesões”, disse o delegado Carlos Levergger, responsável pelo caso.

O suspeito estava escondido em uma empresa de reciclagem da cidade. Denise foi encaminhada ao Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia, mas morreu no dia 14 de janeiro, em decorrência de traumatismo cranioencefálico.

O suspeito foi indiciado por homicídio qualificado. Ele pode pegar até 30 anos de prisão. As informações são do Universa, do UOL.

Deixe uma resposta