Dana White revela demissão em massa no UFC: “Cerca de 60 nomes”

O presidente do Ultimate Fighting Championship (UFC), Dana White, revelou na madrugada deste domingo, 6, em coletiva após o evento do UFC Las Vegas 16, que irá realizar uma demissão em massa de lutadores na organização. Até o início do ano que vem, a previsão é de que cerca de 60 nomes sejam cortados do plantel da maior empresa de MMA do mundo.

“Bem, vamos ter cortes sérios aqui no final deste ano”, prometeu o chefão do evento, que ainda apontou para uma possível saída do experiente cubano Yoel Romero, um dos principais nomes da categoria dos pesos médios, mas que não vive um bom momento em sua carreira.

“Provavelmente teremos cerca de 60 demissões até o primeiro dia do ano que vem. O Yoel (Romero) perdeu quatro de suas cinco últimas lutas e tem 44 anos. Nosso plantel está bastante inflado no momento. Vocês verão diversos nomes nas próximas semanas”, informou o mandatário da organização.

Em sua carreira, o ‘Soldado de Deus’ teve a oportunidade de disputar o cinturão de sua categoria por quatro oportunidades. No entanto, apenas duas valeram o título, uma vez que ele não bateu o peso necessário nas outras duas vezes — sendo que uma dessas, valendo cinturão interino, Romero chegou a vencer o americano Luke Rockhold.

Apesar dos resultados ruins recentemente, Romero ainda ocupa a quinta colocação do ranking da categoria até 84 quilos. No entanto, as últimas apresentações do lutador acabaram sendo abaixo do esperado pelo presidente do UFC, como a derrota para o nigeriano Israel Adesanya, em março deste ano, que rendeu vaias para ambos atletas.

“Nós apenas olhamos para nossa lista. Ele tem 44 anos, perdeu quatro das últimas cinco, mas é uma decisão difícil que você tem que fazer”, finalizou o presidente do UFC. Portal À Tarde

Deixe uma resposta