Cruz das Almas: crueldade leva suspeito a se explicar na delegacia pela morte de um gatinho

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×

Na manhã deste sábado, 28, uma cena chocou os moradores da Rua Crisógno Fernandes, em frente ao antigo depósito da Brahma, no centro da cidade. Um homem identificado por Jailson, que trabalha no laticínio Rodrigues como gerente, no centro da cidade, armou uma armadilha com gilete com fio de cobre e instalou em seu muro para matar gatos, e conseguiu. O “Dom Pedro” nome do animal que caiu na armadilha e por várias horas se debateu até morrer dependurado pelo fio, após cortar patas e o corpo na gilete estrategicamente armada por Jailson.

O “Dom Pedro” era o gatinho de estimação da família do seu Catarino e da sua filha, que tem passado por momentos de tristeza profunda, pois em menos de um mês, outros três gatinhos morreram vítimas envenenamento, pois não voltaram.

O dono do animal, Catarino, temendo a perseguição de criminosos que sentem prazer em maltratar animais, castrou “Dom Pedro” pensando que poderia evitar que ele fosse para longe e sofresse algum maltrato, pois diversas vezes chegava em casa machucado, mas o que o Catarino não sabia, é que o perigo morava ao lado de sua casa.

Hoje pela manhã, um amigo avistou a cena no muro ao lado da casa de Catarino e chamou a polícia para ir até ao local e se deparou com tamanha crueldade. Os policiais conduziram o suspeito conhecido como Jailson até a delegacia de polícia para prestar depoimento.

Lei aplicada

O Decreto Nº 24.645/34 prevê pena para todo aquele que incorrer em seu artigo 3º, item V, “abandonar animal doente, ferido, extenuado ou mutilado, bem como deixar de ministrar-lhe tudo que humanitariamente se lhe possa prover, inclusive assistência veterinária”.

Art. 2. – Aquele que, em lugar público ou privado, aplicar ou fizer aplicar maus tratos aos animais, incorrerá em multa de Cr$.. e na pena de prisão celular de 2 a 15 dias, quer o delinqüente seja ou não o respectivo proprietário, sem prejuízo da ação civil que possa caber.

Art. 15. – Em todos os casos de reincidência ou quando os maus tratos venham a determinar a morte do animal, ou produzir mutilação de qualquer de seus órgãos ou membros, tanto a pena de multa como a de prisão serão aplicadas em dobro.

16179281_1381452251885797_3415944590101141952_o16422304_1381453178552371_4997790401039491587_o16299141_1381452535219102_1210051613289802370_n

A imagem pode conter: gato

“Dom Pedro” quando vivo brincando em casa ao lado da família. Ele era enorme e muito dócil.

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×