Contrato da ponte Salvador-Itaparica é assinado 11 anos após anúncio da obra

Ato foi formalizado nesta quinta-feira (12) em cerimônia na Governadoria, no CAB.

O governador Rui Costa (12) assinou nesta quinta-feira (11), em um cerimônia na Governadoria, o contrato para a construção da ponte Salvador-Itaparica, anunciada pela primeira vez há mais de 11 anos. A obra, orçada em R$ 5,3 bilhões e contrapartida de R$ 1,5 bilhão pagos pelo Estado, será feita por um consórcio chinês, formado pela China Communications Construction Company (CCCC Ltd), CCCC South America Regional Company (CCCCSA) e China Railway 20 Bureau Group Corporation (CR20). A concessão tem vigência de 30 anos.

As empresas deverão concluir a ponte em até cinco anos, prazo que inclui as etapas de desenvolvimento do projeto, obtenção de licenças e de execução da obra.

A estimativa é que sejam gerados 80 mil empregos durante a construção do equipamento.

Quando concluída, a ponte terá uma extensão de 12,4 quilômetros e será a maior do Brasil —atrás apenas da Rio-Niterói.

Contará ainda com um vão central de 85 metros de altura e 400 metros de largura, o que possibilitará a entrada e saída de navios, e um trecho estaiado de 860 metros, além de duas pistas, com duas faixas e acostamento. A expectativa é de atingir 28 mil veículos/dia no início da operação.

Promessa de 2009

A primeira vez em que a ponte Salvador-Itaparica foi anunciada data do dia 24 de março de 2009 na gestão do governador Jaques Wagner (PT). Durante um evento com o então presidente Lula, Wagner disse que entregaria à ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, um projeto para a construção do equipamento.

De 2009 para cá, o projeto da ponte já foi tocado por cinco secretários: Walter Pinheiro (2009), Antônio Alberto Valença (entre 2010 e 2011), Zezéu Ribeiro (entre 2011 a 2012), José Sergio Gabrielli (entre 2012 e 2015) e João Leão (de 2015 até agora). bahia.ba

Deixe uma resposta