Contenção de encosta beneficia moradores em Nova Brasília de Itapuã

A encosta da Rua Angélica, em Nova Brasília de Itapuã, já não é mais motivo de preocupação para os moradores que vivem na localidade, após a Prefeitura concluir no uma obra de estabilização e contenção. A intervenção, que foi entregue de forma simbólica nesta quarta-feira (19), pelo prefeito Bruno Reis e pelo titular da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Luiz Carlos de Souza, é capaz de resolver definitivamente problemas de deslizamentos de terra, principalmente em dias de chuva.

/ Fotos: Betto Jr./Secom

“Realizamos uma série de ações preventivas não apenas nesse período que costuma ser o mais chuvoso na cidade, mas durante todo o ano. E os investimentos em contenções de encostas têm sido sempre prioridade. A cidade possui geografia irregular e muitas pessoas, por falta de opção, constroem em áreas inclinadas, que são mais suscetíveis a deslizamentos. Esse tipo de obra, portanto, traz tranquilidade e segurança às famílias. São mais de 320 áreas alcançadas com esse tipo de intervenção”, destacou Bruno Reis.

Antes, a encosta da Rua Angélica era coberta de lixo, mato e entulho. Os moradores chegaram a improvisar uma espécie de contenção colocando sacos com areia. O talude passou por limpeza e preparação para receber a contenção em alvenaria de pedra. Com 84 m², a estrutura também possui sistema de drenagem e de impermeabilização com concreto, a fim de evitar que as águas das chuvas encharquem o terreno. O investimento foi de quase R$200 mil, provenientes de recursos próprios do município.

O prefeito reforçou que, embora não exista cidade no mundo que fique livre de transtornos decorrentes do alto volume de precipitações, a capital baiana, a cada ano, está mais preparada. Já são 110 obras de contenção definitivas desde 2013 para cá, além de outras dez em andamento e mais duas a iniciar.

“Em janeiro sobrevoamos a cidade para identificar áreas de risco. Estamos elaborando os projetos e, mesmo com a crise financeira que a Prefeitura vive por conta do enfrentamento à pandemia, vamos seguir investindo. Além de contenções, temos aplicado geomantas e investindo em tecnologia, a exemplo do sistema de alerta e alarme, operações de limpeza de canais e desobstrução de sarjetas”, assegurou o chefe do Executivo municipal.

Tranquilidade – Morador de Nova Brasília de Itapuã, o motorista Paulo Horácio Santos, 47 anos, disse não ter mais medo de passar próximo à encosta da Rua Angélica. “Havia certo receio por parte de nós, moradores, sobre a possibilidade de desabamento da encosta. Em dias de chuva, era comum ver que o barro descia e formava lama no caminho, dificultando nosso deslocamento. Essa contenção, sem dúvida, traz mais segurança”, destacou.

Também residente na localidade, o produtor musical César Luiz Lima, 38 anos, declarou que a encosta tirava a paz de diversas famílias. “Muitos chegaram a pensar que uma tragédia provocada pelo deslizamento de terra poderia acontecer, principalmente porque existem várias casas na parte de cima. Todos agora podem dormir mais tranquilos e conscientes de que uma obra como essa é suficiente para proteger as nossas vidas”, pontuou. Secom / Fotos: Betto Jr./Secom

Deixe uma resposta