Competições aquáticas marcam comemoração pelos 40 anos da Salvamar

Fotos: Bruno Concha/Secom

Em alusão ao Dia do Salva-Vidas e aos 40 anos da Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar), festejados amanhã (28), uma série de atividades comemorativas acontecem durante esta semana. Hoje (27), na sede do órgão, em Patamares, profissionais de algumas cidades do estado se reuniram para competir em modalidades de salvamento. Entre os dez participantes, não faltou animação, disposição e garra.

“Acho que essa é a forma mais satisfatória do salva-vidas comemorar o seu dia, fazendo aquilo que eles mais gostam, aquilo que eles se dedicam o ano todo, que é salvar a nossa população, entregando a segurança e tranquilidade às praias da capital. Essas atividades mostram um pouquinho daquilo que eles fazem o ano inteiro, para se preparar e entregar o melhor, quando necessário”, disse o coordenador da Salvamar, Alysson Carvalho.

Durante a semana, foram realizados campeonatos de futebol, corrida e outras atividades. Para encerrar as comemorações, amanhã, às 7h, mais de 100 pessoas, entre salva vidas e convidados, farão a travessia da Rua K, em Itapuã, a Jaguaribe. A tradicional competição, esse ano, traz a novidade do Salvamar Kids, que consiste em um espaço criado no ponto final da prova, onde as crianças participam de atividades funcionais, acompanhados de uma equipe do órgão.

O objetivo da ação é gerar uma integração familiar entre os filhos dos salva-vidas e a instituição. Para participar, é necessário apresentar cartão de vacinação contra a Covid-19 e contribuir com um quilo de alimento não perecível, que será doado para as vítimas das chuvas, no sul da Bahia.

O agente de salvamento marítimo Jader São Pedro destacou o sentimento e a felicidade de exercer a profissão. “A natação e salvar vidas estão no meu sangue. Há 13 anos, temos treinamentos diários de domingo a domingo, e sabemos a importância de estarmos condicionados fisicamente, para exercermos nossa profissão e ajudar as pessoas. Então, hoje é dia de confraternização, mas sem dúvidas é mais um momento para nos desafiarmos e nos prepararmos para o dia a dia”.

Há 40 anos atuando na Salvamar, Elmo Santana falou com orgulho sobre a missão de salvar vidas nas águas soteropolitanas. “Esse foi meu primeiro trabalho, não tive outro, tudo coincidiu para que eu estivesse aqui. Minha vida foi dedicada a essa corporação, e eu me sinto feliz aqui dentro. São mais de 40 anos de histórias e experiências, tenho a Salvamar no sangue. Acredito que cada um venha para terra com uma missão dada por Deus, a minha é salvar vidas.” Secom

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: