EsporteNotícias pelo Brasil

CBF tenta driblar restrições por convocação da seleção olímpica

Vivendo uma intervenção judicial, onde um inventor foi nomeado para organizar uma nova eleição após destituição de Ednaldo Rodrigues da presidência, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), sob as figuras do coordenador de seleções Branco e o técnico Ramon Menezes, tenta driblar as restrições burocráticas para focar na seleção brasileira olímpica. A equipe terá a disputa do Pré-Olímpico, marcada para começar no dia 20 de janeiro, um sábado. De acordo com o site ge.globo, o técnico Ramon Menezes deverá convocar a seleção olímpica entre a próxima quarta-feira (20) e sexta (22). Nas últimas semanas, a CBF tem encontrado dificuldades em conseguir a liberação dos atletas junto aos clubes europeus, já que as Copas Africana e Asiática acontecem em paralelo e as agremiações são obrigadas a ceder os jogadores. A tendência é que o elenco do jovem time Canarinho seja predominantemente formado por quem atua no Brasil. Já para o Pré-Olímpico e Jogos Olímpicos, os clubes e que escolher se vão ou não ceder suas peças. Argentina e Uruguai já divulgaram suas listas de convocados para o Pré-Olímpico e não chamaram nenhum atleta dos clubes europeus. Vivendo momentos de indefinições, o Brasil já larga atrás dos seus principais concorrentes já que terá menos tempo de preparação. Capmpeões da Copa do Mundo sub-20, os uruguaios já iniciaram os treinamentos desde o último dia 11 sob o comando do técnico da seleção principal, Marcelo Bielsa. Na última semana, o interventor José Perdiz entrou em contato com Branco dando todo o respaldo para o planejamento da seleção olímpica. Por outro lado, Fifa e Conmebol seguem sem reconhecer o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) como autoridade da entidade nacional. O Pré-Olímpico será disputados entre os dias 20 de janeiro e 11 de fevereiro, nas cidades de Caracas, Valencia e Barquisimeto, na Venezuela. Integrante do Grupo A, o Brasil estreia contra a Bolívia, no dia 23, às 17h no horáio de Brasília. Depois, dia 26, às 20, enfrenta a Colômbia. Três dias depois, também às 17h, o adversário será o Equador. E encerra a primeira fase medindo forças com a Venezuela, no dia 1º, às 20h. Os dois primeiros colocados de cada uma das duas chaves avançam para o quadrangular final e o campeão e o vice garantem vaga nos Jogos Olímpicos de Paris-2024. Caso, consiga carimbar o passaporte para a capital francesa, a seleção brasileira vai lutar pelo feito inédito de ser tricampeã consecutiva no futebol masculino. Apenas Grã-Bretanha e Hungria conquistaram três ouros, mas em edições alternadas.Bahia Noticias

Deixe um comentário