CBF quer ajuda de clubes para “espionar” rivais da Copa de 2018

A Confederação Brasileira de Futebol planeja montar uma “rede de espionagem” para monitorar possíveis adversários na Copa do Mundo de 2018, que acontecerá na Rússia.

Como a seleção já está classificada para o Mundial, Tite e sua comissão técnica já querem estudar os prováveis rivais.

Diante disso, surgiu na CBF a ideia de os clubes brasileiros ajudarem a entidade na análise das outras seleções.

O objetivo é que os clubes brasileiros utilizem seus departamentos de análise de desempenho para reunir informações de países que forem se classificando para a Copa. Cada time ficaria responsável por “espionar” uma seleção e, posteriormente, passar à CBF um relatório.

O ex-jogador Edu Gaspar, que atua como coordenador de seleções da CBF, deve iniciar conversas com os clubes em breve.

 Bahia Notícias